A Mística Cidade de Deus

Vida da Virgem Maria

de Sor Maria de Jesus de Agreda

 

Rubens-Assumption

Download PDF   para Imprimir

 

Image6  

 Caixa de texto: Este Resumo está completo. 
Mas não totalmente finalizado.
 

 

BÊNÇÃO ESPECIAL  

 

Quem não leu esta Obra, pouco sabe da Virgem Maria!

 

 

ÍNDICE

Prefácio deste Resumo

() Caracterização da mística escritora

() Caracterização da Obra

Introdução a este Resumo

Índices Completos da Obra

Resumo Geral

Resumo Detalhado

Início da Obra

CONCLUSÕES

 

Prefácio deste Resumo

 

Atrevo-me a dizer que quem ainda não leu esta Obra, Mística Cidade de Deus - Vida da Virgem Maria, sabe muito pouco da santidade, virtudes, poder e vida da Virgem Maria e que pouco ou nada sabe da História da Salvação.

Esta Obra trata da Mística Cidade, onde Deus fez morada, a Virgem Maria Mãe de Deus.

A vida da Virgem Maria ficou oculta até a data em que foi escrita esta Obra no século XVII, por Vontade da Santíssima Trindade, claramente expressa pela própria Virgem Santíssima, através da orientação dada aos 4 Evangelistas, para que omitissem as Maravilhas que nEla foram operadas, por assim ser mais conveniente para a Obra da Redenção, e para o mais harmonioso crescimento da Igreja.

Toda a Santidade e Poder da Virgem Maria, só foram revelados à humanidade através desta Obra, para estes últimos séculos, por determinação da Santíssima Trindade.

Foi escolhida para escrever esta Obra, uma religiosa, Sor Maria de Jesus de Agreda, que viveu e morreu em odor de santidade, em espírito de obediência aos seus superiores e à própria Virgem Maria, que sempre a orientou no exercício das Virtudes que Ela mesma lhe transmitiu.

 

() Caracterização da mística escritora

 

http://www.amen-etm.org/Criacao_ficheiros/image033.jpg

Sor Maria de Jesus de Agreda

Autora: Venerável Sor Maria de Jesus de Agreda

Nacionalidade da Autora: Espanhola                            Estado civil: Freira e Madre Superiora Conventual

Data de Nascimento: 2 de Abril de 1602             Data da morte: 24 de Maio de 1665, com 63 anos

 

http://www.amen-etm.org/Criacao_ficheiros/image035.jpg

Corpo incorrupto de Maria de Jesus de Agreda

Ordem da Autora: Concepcionistas Franciscanas, fundada por Santa Beatriz da Silva

Site Oficial da Autora: http://mariadeagreda.org Tem todas as informações sobre a vida e obras.

Notas: Foi através da Aprovação da Igreja da obra “Mística Cidade de Deus”, dos casos místicos que ocorreram na Sua vida e da obediência total e absoluta aos seus directores espirituais Franciscanos, que lhe valeram o título de Venerável e a abertura do Processo de Beatificação que decorre.

“Mística Cidade de Deus” é uma espantosa Obra literária, de inspiração Divina, e que considero estar no mesmo patamar de excelência da Obra de Maria Valtorta - “O Evangelho como me foi revelado” (“O Poema do Homem Deus”), e que considerei como o 7º Milagre dos 8 Grandes Milagres sobre a Terra.

 

http://www.amen-etm.org/Criacao_ficheiros/image039.jpg

Sor Maria de Jesus de Agreda e Sua obra

Sor Maria de Jesus de Agreda foi das figuras mais notáveis do século XVII e distinguiu-se pelas suas Virtudes e atributos excepcionais de Santidade:

- Fenómenos místicos de Êxtases e Levitações, testemunhados por quantos frequentavam o seu convento.

- Obediência absoluta aos seus directores espirituais, sacerdotes Franciscanos.

- Submissão total à Hierarquia da Igreja Católica.

- Excelente condução do convento em que foi Madre Superiora.

- Recebeu Revelações Divinas e infindas Visões, todas elas monitorizadas pelos seus directores espirituais.

- Dom da Escrita e de Conhecimento.

- Intenso relacionamento escrito e de aconselhamento com o Rei de Espanha Filipe IV, o qual tinha por ela grande estima e admiração, seguindo seus múltiplos conselhos, mesmo em matérias de estado.

- Enorme Amor e Admiração de todos quantos a conheciam.

- Validação da Sua vida e obra pelo Tribunal da Inquisição.

 

() Caracterização da Obra

Local em que foi escrita: Ágreda, Soria, Espanha     Língua do texto original: Espanhol

Data em que foi escrita: Entre 1623 e 1647                  Dimensão da obra: 1614 páginas

 

http://www.amen-etm.org/Criacao_ficheiros/image037.jpg

Folha do título original da obra

Mística Cidade de Deus

 Outras Obras: Centenas de outras importantes Obras

Apreciação da Igreja: A Obra foi Aprovada pela Igreja Católica e pela Inquisição e teve acompanhamento de directores espirituais Franciscanos durante toda a Sua vida.

Mística Cidade de Deus foi das três obras mais publicadas no século XVII em conjunto com as de São Luís de Monfort e Santo Afonso Maria de Ligório.

Mística Cidade de Deus, em espanhol, está publicada num grosso volume de capa acolchoada vermelha, impressa em papel tipo bíblia, e consta de 105 páginas explicativas/introdutórias e mais 1509 páginas da obra propriamente dita.

 

20140630_165450-Reduzida

Obra original em Espanhol

A Obra está dividida em:

- 3 Partes.

- 8 Livros. Cada Livro está dividido em Capítulos.

- Parágrafos. Cada Capítulo está dividido em Parágrafos, numerados sequencialmente do princípio ao fim de cada Parte.

Para situar, pois, qualquer trecho, bastará indicar a Parte e o Parágrafo. Exemplo: MCD-1-26 Parte 1, Parágrafo 26.

- A versão Espanhola está disponível num único Tomo. Li na íntegra e aconselho a Sua leitura.

- Há uma tradução Brasileira da Obra completa em 4 Tomos. É desta tradução que vou extrair grande parte dos textos deste Resumo. A bem dizer, não considero esta tradução brasileira uma verdadeira tradução, mas uma história relatada com base no original Espanhol, de tão grosseira e pobre que resultou.

- Há uma tradução Portuguesa só do Livro 1 de 8 e já publicada. Li esta tradução do Livro 1 e encontrei muitos erros ortográficos e mesmo de tradução incorrecta de termos e palavras. Pode ser lida sem perigo doutrinário, já que os erros encontrados não são graves, a não ser em 3 passagens.

As transcrições que vou usar, neste Resumo, são:

A versão original Espanhola.

 A versão Portuguesa do Livro 1, com revisão da minha responsabilidade

 A versão Portuguesa com tradução integral e fiel feita por mim.

Estas duas versões serão sinalizadas com a seguinte advertência:

O seguinte texto é uma tradução para Português, fiel ao estilo erudito original espanhol.

 

A versão Brasileira, com revisão da minha responsabilidade.

Esta versão será sinalizada com a seguinte advertência:

O seguinte texto é uma tradução livre para Brasileiro, não fiel ao estilo erudito original espanhol.

 

A razão pela qual crio esta Página / Resumo da Mística Cidade de Deus, é de que a Sua extensão e linguagem original podiam dificultar um pouco a sua leitura, e por isso, a condensação do relato, nos seus principais episódios, na enumeração das Virtudes, Santidade, Humildade e Poder da Virgem Maria, facilitará a compreensão da verdadeira identidade da Mãe de Deus, nossa Rainha, e do porquê Ela ter sido escolhida para Mãe da Igreja, Advogada, Medianeira e Co-Redentora da humanidade, a Mulher do Apocalipse. Para melhor dar a conhecer o espírito da Obra, facilito o encaminhamento para o Original Espanhol, a todos aqueles que quiserem aprofundar determinados tópicos.

Todo o texto desta Obra foi inspirado pelo Céu (MCD-3-806,807), e daí a razão de eu apresentar também, ao lado da tradução brasileira e portuguesa, a versão original Espanhola. Só no texto da versão original Espanhola, e na tradução para Português, estão todas as belezas e riquezas da Graça e Sabedoria Divinas. Se o texto original em Espanhol  foi inspirado por Deus, então, as traduções também têm de ser numa linguagem vernácula e fiel ao texto original.

MCD-3-806 806 - … Vi que a pessoa do Pai tirava, como do peito de seu ser infinito e imutável, um livro belíssimo de grande valor e riqueza, mais do que se pode pensar, mas fechado. Entregando-o ao Verbo, lhe disse: Este livro e tudo o que contém é Meu, de Meu beneplácito e agrado. Recebeu-o Cristo, nosso Salvador com muita estima e apreço, e como apertando-o ao peito, confirmaram-no o Verbo divino e o Espírito Santo. Em seguida, entregaram-no a Maria Santíssima que o tomou nas mãos, com incomparável agrado e prazer. …

MCD-3-807 807 - … Vi que era Sua História e vida santíssima que eu escrevera, em sua própria redacção e capítulos. …  

Este Resumo poderá ser ampliado e melhorado no decorrer do tempo, e daí eu colocar uma  Caixa de texto: caixa de texto  logo no início desta página, para sinalizar o seu estado de aperfeiçoamento.

 

() Mística Cidade de Deus online

  Download a Versão original em Espanhol em pdf, da Amen

  Download da Tradução brasileira dos 4 Tomos em pdf

           

() Mística Cidade de Deus para encomenda dos Livros em papel

 Endereço Postal no Brasil:

 Mosteiro Portaceli

 Caixa Postal 595 – 84001-970 – Ponta Grossa – PR

 BRASIL

 Fone/fax: (0xx 42) 3226-3936

 

 Endereço electrónico no Brasil:

 Editora Correio da Rainha da Paz

 http://rainhadapaz.net

 correio@rainhadapaz.net

 

() Dados das traduções

 

Através de mais de trezentos e cinquenta anos foi traduzida para o latim, francês, português, alemão, flamengo, italiano, grego, inglês, árabe, polonês, atingindo mais de 250 edições.

Para nós, Portugueses e Brasileiros, que vivemos rodeados de espanhóis, aconselho a leitura da tradução Brasileira, com o recurso à Versão Original em espanhol (neste Link), quando haja alguma dúvida. …

 

A indicação das páginas no ÍNDICE correspondem a:

 

 

Versão Original Espanhola em papel

Versão Brasileira em papel

PDF em Espanhol disponível na (Amen).

 

 

Introdução a este Resumo

 

A importância desta Obra ressalta não só do facto de dar a conhecer a Vida da Virgem Maria, mas também dela serem tiradas as ilações pertinentes para uma pedagogia de santidade, que nos é transmitida no fim de cada capítulo, como Doutrina transmitida pela Virgem Maria baseada nos episódios relatados em cada Capítulo.

Assim, ficamos a conhecer pormenores da vida da Virgem Maria, que causam assombro e espanto, revelando-nos parcialmente, mas ainda assim de uma forma avassaladora, as Maravilhas que o Todo-Poderoso fez na Sua Humilde Serva.

Descobre-se a Criação dos Anjos e do mundo. Descobrem-se as origens da Criação do Homem, o seu desenvolvimento, o seu pecado, a sua queda. Descobre-se o Plano de Deus para a Redenção do Homem, e o papel central de Jesus Cristo e de Sua Mãe Santíssima. É-nos desvendado o desenvolvimento da Igreja e o papel fulcral que nele teve a Virgem Maria, com a Sua assistência e orientação permanentes, com o Seu Poder e os Seus Milagres. Descobre-se a participação Angélica em toda a história primitiva da Igreja e no papel que lhes é atribuído no desenrolar da história da humanidade.

Ficamos a conhecer em profundidade o papel magnífico que a Virgem Maria tem dentro da Igreja e no auxílio que dispensa à humanidade nestes últimos tempos, bem como as causas reais da enorme veneração que merece por parte dos Anjos e Santos no Céu, e dos Seus filhos na Terra.

Aprende-se também o respeito com que a Virgem Maria sempre é tratada pela Sor Maria de Jesus de Agreda.

Olhando para a Vida da Virgem Maria, para o Seu constante diálogo com Deus e as suas frequentes subidas aos Céus, pela descoberta da Sua vida, da Sua Sabedoria e Poder sobre toda a Criação, frequentamos uma verdadeira escola de Santidade.

É-nos também desvendado o mistério sombrio das trevas, dos Anjos caídos, do seu poder, da sua maldade, dos seus estratagemas e dos seus objectivos. A localização do inferno, do Limbo e do Purgatório também nos são revelados. E sobre este pavoroso mundo das trevas também nos é revelado o Poder imenso que a Virgem Maria detém aquando da Sua intervenção para defesa dos Seus filhos.

A seguir a cada Descrição dos episódios da Vida da Santíssima Virgem, Ela dá a Doutrina a extrair para a vida quotidiana da Sor Maria de Jesus, e por isso também, para cada um de nós.

 

 

Índices Completos da Obra

RESUMO GERAL

A indicação das páginas neste ÍNDICE corresponde à Versão Original Espanhola em papel, à Versão Brasileira em papel, e ao PDF em Espanhol. Na Versão Brasileira refere-se o Tomo 1,2,3 ou 4 e a Página. Exemplo: (T2-17) Tomo 2 página 17.

Introdução

 

Espanhola

Brasileira

Pdf Esp

I. Sor Maria de Jesus de Agreda (1602-1665)

XI

Não tem

Não tem

II. Composição da Mística Cidade de Deus

XXIII

Não tem

Não tem

III. Vicissitudes da Mística Cidade de Deus

XXXV

Não tem

Não tem

IV. Género literário da Mística Cidade de Deus

XL

Não tem

Não tem

V. A doutrina mariológica da Mística Cidade de Deus e a teologia do seu tempo

LVI

Não tem

Não tem

VI. A Doutrina espiritual da Mística Cidade de Deus

LXXXVII

Não tem

Não tem

VII. Bibliografia

VC

Não tem

Não tem

VIII. Edições e traduções da Mística Cidade de Deus

CII

Não tem

Não tem

 

MÍSTICA CIDADE DE DEUS

PRIMEIRA PARTE

Sobre a vida e mistérios da Rainha do Céu, e o que o Altíssimo realizou nesta pura criatura desde

Sua Imaculada Concepção até que em Suas virginais entranhas tomou carne humana o Verbo, e os

favores que lhe fez nestes primeiros quinze anos, e o muito que por si mesma adquiriu com a Divina Graça.

 

 

Espanhola

Brasileira

Pdf Esp

Introdução à vida da Rainha do Céu: Da razão de escrevê-la e outras advertências para isto

7

T1-13

6

LIVRO I - Contém a predestinação de Maria Santíssima; Sua Concepção Imaculada; nascimento e Seus actos e exercícios até ser apresentada no Templo

17

27

17

LIVRO II - Contém a apresentação no Templo da Princesa do Céu; os favores que a destra divina lhe concedeu; a altíssima perfeição com que observou as cerimónias do Templo; o grau de Suas heróicas virtudes e os modos das visões que teve; Seu Santíssimo desposório e o restante, até a encarnação do Filho de Deus

179

207

190

 

SEGUNDA PARTE

Os mistérios da Encarnação do Verbo Divino em seu virginal ventre, até à Ascensão aos Céus.

 

 

Espanhola

Brasileira

Pdf Esp

Introdução à segunda parte da divina História e Vida santíssima de Maria Mãe de Deus

337

T2-1

357

LIVRO III - Contém a altíssima disposição que o Todo-poderoso operou em Maria Santíssima

para a encarnação do Verbo; o que se refere a este mistério; o eminentíssimo estado

no qual ficou a feliz Mãe; a visitação a santa Isabel e a santificação do Baptista; volta a

Nazareth e uma memorável batalha que teve com Lúcifer

349

T2-3

369

LIVRO IV - Contém os receios de São José ao conhecer a gravidez de Maria Santíssima;

o nascimento de Cristo nosso Senhor; Sua circuncisão; a adoração dos Reis e a

apresentação do menino Jesus no templo; a fuga para o Egipto, a morte dos

inocentes e a volta para Nazareth

503

T2-151

531

LIVRO V - Contém a perfeição com que Maria Santíssima copiava e imitava as operações da

alma de Seu Filho amadíssimo e como a informava da Lei da Graça, artigos da fé,

sacramentos e Dez Mandamentos e a prontidão e alteza com que a observava;

a morte de São José; a pregação de São João Baptista; o jejum e baptismo de nosso

Redentor; a vocação dos primeiros discípulos e o baptismo da Virgem Maria Senhora nossa

671

T3-1

706

LIVRO VI - Contém as bodas em Caná da Galileia; como acompanhou Maria Santíssima o

Redentor do mundo na pregação; a humildade que mostrava a divina Rainha nos

milagres que fazia o Seu Filho Santíssimo; Sua transfiguração; a entrada de

Sua Majestade em Jerusalém; Sua paixão e morte; o triunfo que alcançou na cruz

sobre Lúcifer e seus sequazes; a santíssima ressurreição do Salvador e Sua

admirável ascensão aos Céus

837

T3-179

881

 

TERCEIRA PARTE

Contém o que fez depois da ascensão do seu Filho nosso Salvador até que a grande Rainha

morreu e foi coroada como imperatriz dos Céus.

 

 

Espanhola

Brasileira

Pdf Esp

Introdução à terceira parte da divina História e Vida santíssima de Maria Mãe de Deus

1109

T4-1

1171

LIVRO VII - Contém os dons altíssimos outorgados pela destra divina à Rainha do Céu para Ela

trabalhar na Santa Igreja; a vinda do Espírito Santo; o copioso fruto da redenção e

da pregação dos Apóstolos; a primeira perseguição à Igreja; a conversão de

são Paulo e a vinda de São Tiago à Espanha; a aparição da Mãe de Deus em

Saragoça e a fundação do santuário de Nossa Senhora do Pilar

1123

T4-17

1185

LIVRO VIII - Contém a viagem de Maria Santíssima com São João a Éfeso; o glorioso martírio

de São Tiago; a morte e castigo de Herodes; a destruição do templo de Diana;

a volta de Maria Santíssima de Éfeso para Jerusalém; a instrução que deu aos

evangelistas; o altíssimo estado que teve a Sua alma puríssima antes de morrer;

Seu felicíssimo trânsito, subida aos Céus e coroação

1299

T4-203

1375

 

 

 

RESUMO DETALHADO

A indicação das páginas neste ÍNDICE corresponde à Versão Original Espanhola em papel, à Versão Brasileira em papel, e ao PDF em Espanhol. Na Versão Brasileira refere-se o Tomo 1,2,3 ou 4 e a Página. Exemplo: (T2-17) Tomo 2 página 17.

PRIMEIRA PARTE

SOBRE A VIDA E MISTÉRIOS DA RAINHA DO CÉU, E O QUE O ALTÍSSIMO REALIZOU

NESTA PURA CRIATURA DESDE SUA IMACULADA CONCEPÇÃO ATÉ QUE EM SUAS

VIRGINAIS ENTRANHAS TOMOU CARNE HUMANA O VERBO; OS FAVORES QUE LHE

FEZ NESTES PRIMEIROS QUINZE ANOS E O MUITO QUE POR SI MESMA ADQUIRIU

COM A DIVINA GRAÇA.

 

 

Espanhola

Brasileira

Pdf Esp

INTRODUÇÃO À VIDA DA RAINHA DO CÉU:

Da razão de escrevê-la e outras advertências para isto.

7

T1-13

6

LIVRO I

Contém a predestinação de Maria Santíssima; Sua concepção imaculada;

nascimento e Seus actos e exercícios até ser apresentada no Templo.

17

T1-27

17

CAPÍTULO 1

Duas particulares visões que o Senhor mostrou à minha alma e outras inteligências e

mistérios que me compeliam a abandonar as coisas terrenas, levantando o meu espírito e

vivência acima da Terra. Nº 1 a 11

17

T1-27

17

CAPÍTULO 2

Declara-se o modo como o Senhor manifesta à minha alma estes mistérios e vida da Rainha,

no estado que Sua Majestade me pôs. Nº 12 a 25

23

T1-33

24

CAPÍTULO 3

Inteligência que tive sobre a divindade e o decreto que Deus teve de criar

todas as coisas. Nº 26 a 34

29

T1-39

30

CAPÍTULO 4

Distribuem-se por instantes os divinos decretos, declarando o que em cada um

determinou Deus acerca da Sua comunicação ad extra. Nº 35 a 51

32

T1-43

33

CAPÍTULO 5

Das inteligências que me deu o Altíssimo da Escritura Sagrada, em confirmação

do capítulo precedente; são do oitavo dos Provérbios. Nº 52 a 71

37

T1-49

39

CAPÍTULO 6

De uma dúvida que apresentei ao Senhor sobre a doutrina destes capítulos

e a resposta que obtive. Nº 72 a 79

44

T1-57

46

CAPÍTULO 7

Como o Altíssimo deu princípio às suas obras; e todas as coisas materiais

criou para o homem, e aos Anjos e homens para que fossem povo de quem o Verbo

humanado fosse cabeça. Nº 80 a 93

48

T1-63

51

CAPÍTULO 8

Prossegue o discurso acima com a explicação do Cap. 12 do Apocalipse. Nº 94 a 105

54

T1-69

57

CAPÍTULO 9

Continuação da explicação do Apocalipse. Nº 106 a 110

59

T1-75

63

CAPÍTULO 10

Em que se finaliza a explicação do Cap. 12 do Apocalipse. Nº 120 a 133

66

T1-83

70

CAPÍTULO 11

Na criação das todas as coisas o Senhor teve presentes Cristo Senhor nosso

e Sua Mãe Santíssima e elegeu e favoreceu o seu povo, formulando

estes Mistérios. Nº 134 a 163

71

T1-89

75

CAPÍTULO 12

Como, havendo se propagado a linhagem humana, cresceram os clamores dos justos

para a vinda do Messias, e também cresceram os pecados, e nesta noite da lei antiga

enviou Deus ao mundo dois luzeiros que anunciassem a Lei da Graça. Nº 164 a 177

79

T1-99

84

CAPÍTULO 13

Como pelo Arcanjo Gabriel foi evangelizada a Concepção de Maria Santíssima

e como preveniu Deus a Santa Ana para isto com um especial favor. Nº 178 a 189

85

T1-105

91

CAPÍTULO 14

Como o Altíssimo manifestou aos santos Anjos o tempo determinado e oportuno da

Concepção de Maria Santíssima e os que atribuiu para a Sua guarda. Nº 190 a 208

91

 

T1-111

 

97

 

CAPITULO 15

A concepção Imaculada de Maria Mãe de Deus pela virtude do poder divino. Nº 209 a 224

97

T1-119

104

CAPITULO 16

Os hábitos, as virtudes com que dotou o Altíssimo a alma de Maria Santíssima e as

primeiras operações que com elas teve no ventre de Santa Ana;

e começa Sua Majestade mesma a dar-me a doutrina para Sua imitação. Nº 225 a 237

103

 

T1-125

 

109

 

Doutrina. Nº 238 a 243

108

T1-130

115

CAPÍTULO 17

Prosseguindo o mistério da concepção de Maria Santíssima, deu-se-me a entender

sobre o Cap. 21 do Apocalipse; parte primeira do capítulo. Nº 244 a 264

110

T1-133

117

CAPÍTULO 18

Prossegue o mistério da concepção de Maria Santíssima, com a segunda parte

do Cap. 21 do Apocalipse. Nº 265 a 282

121

T1-143

128

CAPÍTULO 19

Contem a última parte do Cap. 21 do Apocalipse sobre a concepção de Maria Santíssima.

283 a 309

128

 

T1-151

 

137

 

Doutrina. Nº 310 a 311

138

T1-161

147

CAPÍTULO 20

Do que sucedeu nos nove meses da gravidez de Santa Ana, e o que fez

Maria Santíssima no ventre, e a Sua mãe, naquele tempo. Nº 312 a 321

140

 

T1-163

 

149

 

Doutrina. Nº 322 a 325

144

T1-167

153

CAPÍTULO 21

Do nascimento ditoso de Maria Santíssima e Senhora nossa; os favores que logo recebeu

das mãos do Altíssimo; e como lhe puseram o nome no Céu e na Terra. Nº 326 a 338

146

 

T1-171

 

156

 

Resposta e doutrina. Nº 339 a 344

151

T1-176

161

CAPÍTULO 22

Como Santa Ana cumpriu no seu parto com o mandato da lei de Moisés, e como

a menina Maria procedeu na Sua infância. Nº 345 a 354

154

 

T1-179

 

164

 

Resposta e Doutrina. Nº 355 a 360

157

T1-183

168

CAPÍTULO 23

Das divisas com que os santos Anjos da guarda de Maria Santíssima se lhe manifestavam,

e das suas perfeições. Nº 361 a 374

160

 

T1-187

 

171

 

Doutrina. Nº 375 a 377

165

T1-191

176

CAPÍTULO 24

Dos exercícios e ocupações santas da Rainha do Céu no primeiro ano e meio

da Sua infância. Nº 378 a 384

166

 

T1-193

 

177

 

Doutrina. Nº 385 a 388

168

T1-195

180

CAPÍTULO 25

Como no ano e meio começou a falar a menina Maria Santíssima,

e suas ocupações até que foi para o templo. Nº 389 a 409

170

 

T1-199

 

181

 

Doutrina. Nº 410 a 412

177

T1-205

189

 

 

 

 

Espanhola

Brasileira

Pdf Esp

LIVRO II

Contém a apresentação no Templo da Princesa do Céu; os favores que a

destra divina lhe concedeu; a altíssima perfeição com que observou as cerimónias

do templo; o grau de suas heróicas virtudes e os modos das visões que teve;

seu Santíssimo desposório e o restante, até a encarnação do Filho de Deus

179

T1-207

190

CAPÍTULO 1

A apresentação de Maria Santíssima no Templo aos 3 anos de idade. Nº 413 a 425

179

T1-209

190

Doutrina. Nº 426 a 428

 

T1-214

196

CAPÍTULO 2

Especial favor que o Altíssimo concedeu a Maria Santíssima logo

que ficou no templo. Nº 429 a 440

185

T1-217

197

Doutrina. Nº 441 a 443

 

T1-221

202

CAPÍTULO 3

A doutrina que me deu a Rainha do Céu para os quatro votos de

minha profissão. Nº 444 a 462

192

T1-225

204

CAPÍTULO 4

Da perfeição com que Maria Santíssima observava as cerimónias

do templo e o que nele lhe ordenaram. Nº 463 a 476

198

T1-233

211

Doutrina. Nº 477 a 480

 

T1-238

216

CAPÍTULO 5

Do grau perfeitíssimo das virtudes de Maria Santíssima em geral e

o como as ia executando. Nº 481 a 485

204

 T1-241

218

Doutrina. Nº 486 a 487

 

T1-243

220

CAPÍTULO 6

Da virtude da Fé e do seu exercício que teve Maria Santíssima. Nº 488 a 502

207

T1-245

221

Doutrina. Nº 503 a 504

 

T1-250

227

CAPÍTULO 7

Da virtude da Esperança e do seu exercício que teve a Virgem

Senhora nossa. Nº 505 a 512

214

T1-253

228

Doutrina. Nº 513 a 515

 

T1-256

231

CAPÍTULO 8

Da virtude da Caridade de Maria Santíssima Senhora nossa. Nº 516 a 528

218

T1-259

232

Doutrina. Nº 529 a 532

 

T1-264

238

CAPÍTULO 9

A virtude da Prudência da Santíssima Rainha do Céu 533 a 550

225

T1-267

240

Doutrina. Nº 551 a 552

 

T1-274

248

CAPÍTULO 10

Da virtude da Justiça que teve Maria Santíssima. Nº 553 a 568

233

T1-275

249

Doutrina. Nº 569 a 570

 

T1-282

256

CAPÍTULO 11

Da virtude da Fortaleza que teve Maria Santíssima. Nº 571 a 580

241

T1-285

257

Doutrina. Nº 581 a 582

 

T1-289

262

CAPÍTULO 12

Da virtude da Temperança que Maria Santíssima teve. Nº 583 a 595

246

T1-291

263

Doutrina. Nº 596 a 598

 

T1-297

269

CAPÍTULO 13

Dos sete Dons do Espírito Santo que teve Maria Santíssima. 599 a 611

253

T1-299

270

Doutrina. Nº 612 a 614

 

T1-305

276

CAPÍTULO 14

Declaram-se as formas e modos das visões divinas que tinha

a Rainha do Céu e os efeitos que nela causavam. Nº 615 a 643

260

T1-307

278

Doutrina. Nº 644 a 645

 

T1-319

292

CAPÍTULO 15

Declara-se outro modo de vista e comunicação que tinha Maria Santíssima

com os santos Anjos que a assistiam. Nº 646 a 654

274

T1-321

293

Doutrina. Nº 655 a 659

 

T1-325

297

CAPÍTULO 16

Continua-se a infância de Maria Santíssima no Templo; previne-a o Senhor

para o trabalhos e morre seu pai São Joaquim. Nº 660 a 672

280

T1-327

299

Doutrina. Nº 673 a 676

 

T1-332

305

CAPÍTULO 17

Começa a padecer na Sua meninice a Princesa do Céu, Maria Santíssima;

oculta-se-lhe Deus; suas querelas doces e amorosas. Nº 677 a 685

287

T1-335

307

Doutrina. Nº 686 a 688

 

T1-338

310

CAPÍTULO 18

Continuam-se outros trabalhos de nossa Rainha, e alguns que permitiu o Senhor,

por meio de criaturas e da antiga serpente. Nº 689 a 708

 

 

 

 

 

 

291

T1-341

311

Doutrina. Nº 709 a 712

 

T1-348

319

CAPÍTULO 19

O Altíssimo deu Luz aos sacerdotes da inocência inculpável de Maria Santíssima,

e a Ela de que estava próxima o trânsito ditoso de Sua mãe trânsito de Sua

mãe santa Ana, o qual presenciou. Nº 713 a 724

300

T1-351

321

Doutrina. Nº 725 a 727

 

T1-356

326

CAPÍTULO 20

Manifesta-se o Altíssimo a Sua dilecta Maria nossa Princesa

com um singular favor. Nº 728 a 738

306

T1-357

327

Doutrina. Nº 739 a 741

 

T1-360

331

CAPÍTULO 21

Manda o Altíssimo a Maria Santíssima que siga o estado de matrimónio,

e a resposta a este mandato. Nº 742 a 751

310

T1-363

332

Doutrina. Nº 752 a 754

 

T1-367

336

CAPÍTULO 22

Celebra-se o desposório de Maria Santíssima com o santo e

castíssimo José. Nº 755 a 769

315

T1-369

337

Doutrina. Nº 770 a 771

 

T1-374

343

CAPÍTULO 23

Explica-se parte do Cap. 31 das Parábolas de Salomão, ao qual me

remeteu o Senhor, para manifestar o tipo de vida que Maria Santíssima

adoptou no matrimónio. Nº 772 a 784

321

T1-377

344

CAPÍTULO 24

Prossegue o mesmo assunto com a explicação do restante

do Capítulo 31 dos Provérbios. Nº 785 a 801

326

T1-383

349

Doutrina. Nº 802

 

T1-390

357

 

 

 

SEGUNDA PARTE

CONTÊM OS MISTÉRIOS DESDE A ENCARNAÇÃO DO VERBO DIVINO

EM SEU VIRGINAL VENTRE, ATÉ À ASCENSÃO AOS CÉUS.

 

 

Espanhola

Brasileira

Pdf Esp.

Introdução à segunda parte da divina História e Vida santíssima de Maria Mãe de Deus.

337

T2- I a X

357

LIVRO III

Contém a altíssima disposição que o Todo-poderoso operou em Maria Santíssima

para a encarnação do Verbo; o que se refere a este mistério; o eminentíssimo estado

no qual ficou a feliz Mãe; a visitação a santa Isabel e a santificação do Baptista;

a volta a Nazareth e uma memorável batalha que teve com Lúcifer.

349

T2-3

369

CAPÍTULO 1

Começa o Altíssima a dispor Maria Santíssima para o mistério da encarnação

e a Sua execução nos nove dias que antecedem.

Declara-se o que sucedeu no primeiro dia. Nº 1 a 12

349

T2-3

369

Doutrina. Nº 13 a 15

 

 

374

CAPÍTULO 2

Contínua o Senhor o segundo dia de favores e disposição

para a Encarnação do Verbo em Maria Santíssima. Nº 16 a 23

354

T2-9

375

Doutrina. Nº 24 a 26

 

 

378

CAPÍTULO 3

Prossegue sobre o que o Altíssimo concedeu a Maria Santíssima

no terceiro dia dos nove antes da Encarnação. Nº 27 a 34

358

T2-13

379

Doutrina. Nº 35 a 37

 

 

382

CAPÍTULO 4

Continua o Altíssimo os benefícios a Maria Santíssima no quarto dia. Nº 38 a 44

362

T2-17

383

Doutrina. Nº 45 a 46

 

 

385

CAPITULO 5

Manifesta o Altíssimo a Maria Santíssima novos mistérios e sacramentos

com as obras do quinto dia da criação, e pede Sua Alteza

novamente a encarnação do Verbo. Nº 47 a 56

365

T2-21

386

Doutrina. Nº 57 a 58

 

 

390

CAPÍTULO 6

Manifesta o Altíssimo a Maria, Senhora nossa, outros mistérios com as obras do

sexto dia da criação. Nº 59 a 66

370

T2-25

391

Doutrina. Nº 67 a 69

 

 

394

CAPÍTULO 7

Celebra o Altíssimo com a Princesa do Céu, novo desposório para as

bodas da Encarnação e adorna-A para elas. Nº 70 a 83

374

T2-29

395

Doutrina. Nº 84 a 86

 

 

400

CAPÍTULO 8

Pede nossa grande Rainha na presença do Senhor, a execução da Encarnação e

da Redenção humana, e concede Sua Majestade a petição. Nº 87 a 95

379

T2-35

401

Doutrina. Nº 96 a 98

 

 

404

CAPÍTULO 9

Renova o Altíssimo os favores e benefícios em Maria Santíssima

e dá-lhe de novo a posse de Rainha de todo o criado,

como última disposição para a Encarnação. Nº 99 a 106

383

T2-39

405

Doutrina. Nº 107 a 108

 

 

409

CAPÍTULO 10

Envia a beatíssima Trindade o santo arcanjo Gabriel que anuncie e evangelize

Maria Santíssima como é elegida para Mãe de Deus. Nº 109 a 119

387

T2-43

409

Doutrina. Nº 120 a 122

 

 

413

CAPÍTULO 11

Ouve Maria Santíssima a embaixada do santo anjo; Executa-se o

mistério da Encarnação, concebendo o Verbo eterno no seu ventre. Nº 123 a 140

392

T2-47

414

Doutrina. Nº 141 a 143

 

 

423

CAPÍTULO 12

Das operações que fez a alma santíssima de Cristo, Senhor nosso, no primeiro instante

de Sua concepção, e o que então realizou Sua Mãe puríssima. Nº 144 a 154

401

T2-55

424

Doutrina. Nº 155 a 157

 

 

429

CAPÍTULO 13

Declara-se o estado em que ficou Maria Santíssima depois da Encarnação do Verbo

divino em seu virginal ventre. Nº 158 a 174

407

T2-61

431

Doutrina. Nº 175 a 179

 

 

438

CAPÍTULO 14

Da atenção e cuidado que Maria Santíssima tinha com a Sua gravidez

e algumas coisas que sucederam com ela. Nº 180 a 186

416

T2-69

440

Doutrina. Nº 187 a 189

 

 

443

CAPÍTULO 15

Conheceu Maria Santíssima a vontade do Senhor para visitar santa Isabel;

pede licença a São José, sem lhe manifestar outra coisa. Nº 190 a 196

420

T2-73

445

Doutrina. Nº 197 a 199

 

 

448

CAPÍTULO 16

A jornada de Maria Santíssima para visitar a santa Isabel e a

entrada em casa de Zacarias. Nº 200 a 212

425

T2-77

449

Doutrina. Nº 213 a 214

 

 

455

CAPÍTULO 17

A saudação que fez a Rainha do Céu a santa Isabel e a

santificação de São João. Nº 215 a 227

433

T2-83

456

Doutrina. Nº a 228 230

 

 

462

CAPÍTULO 18

Organiza Maria Santíssima Seus exercícios em casa de Zacarias,

e alguns episódios com santa Isabel. Nº 231 a 239

438

T2-89

463

Doutrina. Nº 240 a 242

 

 

468

CAPÍTULO 19

Algumas conferências que tinha Maria Santíssima com os Seus Anjos em

casa de santa Isabel e outras com ela mesma. Nº 243 a 250

445

T2-95

469

Doutrina. Nº 251 a 253

 

 

473

CAPÍTULO 20

Alguns benefícios singulares que fez Maria Santíssima, em casa

de Zacarias, a determinadas pessoas. Nº 254 a 258

448

T2-99

 

 

474

Doutrina. Nº 259 a 260

 

 

477

CAPÍTULO 21

Pede santa Isabel à Rainha do Céu que a assista no seu parto e tem luzes

sobre o nascimento de João. Nº 261 a 267

452

T2-103

478

Doutrina. Nº 268 a 269

 

 

481

CAPÍTULO 22

O nascimento do precursor de Cristo e o que fez no seu nascimento a soberana

Senhora Maria Santíssima. Nº 270 a 277

456

T2-107

482

Doutrina. Nº 278 a 282

 

 

486

CAPÍTULO 23

As advertências e doutrina que deu Maria Santíssima a Santa Isabel, por petição sua;

circuncidam e dão nome a seu filho e profetiza Zacarias. Nº 283 a 298

461

T2-113

488

Resposta e Doutrina. Nº 299 a 303

 

 

495

CAPITULO 24

Despede-se Maria Santíssima da casa de Zacarias para

voltar à Sua própria de Nazareth. Nº 304 a 310

470

T2-121

497

Doutrina. Nº 311 a 313

 

 

500

CAPÍTULO 25

A jornada de Maria Santíssima da casa de Zacarias a Nazareth 314 a 319

474

T2-125

501

Doutrina. Nº 320 a 321

 

 

505

CAPÍTULO 26

Fazem os demónios um conciliábulo no inferno contra Maria Santíssima. Nº 322 a 330

478

T2-129

506

Doutrina. Nº 331 a 334

 

 

510

CAPITULO 27

Previne o Senhor, Maria Santíssima, para entrar em batalha com Lúcifer e começa

o dragão a persegui-la. Nº 335 a 353

483

T2-135

512

Doutrina. Nº 354 a 358

 

 

521

CAPÍTULO 28

Persevera Lúcifer com as suas sete legiões a tentar Maria Santíssima;

Sai vencido e é esmagada a cabeça deste dragão. Nº 359 a 371

494

T2-143

523

Doutrina. Nº 372 a 374

 

 

530

 

                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                  

 

Espanhola

Brasileira

Pdf Esp.

LIVRO IV

Contém os receios de São José ao conhecer a gravidez de Maria Santíssima; O nascimento de Cristo nosso Senhor; Sua circuncisão; adoração dos Reis magos; Apresentação do Menino Jesus no templo; a fuga para o Egipto; a morte dos inocentes e a volta a Nazareth.

503

T2-151

531

CAPÍTULO 1

Nota São José a gravidez de Sua esposa Maria Virgem e entra em grandes cuidados, sabendo que nela não tinha parte. Nº 375 a 383

503

T2-151

531

Doutrina. Nº 384 a 387

 

 

536

CAPÍTULO 2

Crescem os receios de São José, determina deixar Sua esposa e faz oração sobre isso. Nº 388 a 394

509

T2-157

538

Doutrina. Nº 395 a 396

 

 

542

CAPÍTULO 3

Fala o anjo do Senhor a São José em sonhos, e lhe declara o mistério da Encarnação e os efeitos desta embaixada. Nº 397 a 403

514

T2-161

543

Doutrina. Nº 405 a 406

 

 

548

CAPÍTULO 4

Pede São José perdão a Maria Santíssima Sua esposa, e a divina Senhora consola-o com grande prudência. Nº 407 a 413

520

T2-167

549

Doutrina. Nº 414 a 417

 

 

553

CAPÍTULO 5

Determina São José servir em tudo Maria Santíssima, e o que Sua Alteza fez, e outras coisas do modo de proceder de ambos. Nº 418 a 425

525

T2-173

555

Doutrina. Nº 426 a 427

 

 

559

CAPÍTULO 6

Algumas conferências e práticas de Maria Santíssima e José em coisas divinas e outros acontecimentos admiráveis. Nº 428 a 434

531

T2-179

560

Doutrina. Nº 435 a 437

 

 

564

CAPÍTULO 7

Prepara Maria Santíssima mantas e fachas para o Menino Deus, com ardentíssimo desejo de o ver nascido do seu ventre. Nº 438 a 444

536

T2-185

566

Doutrina. Nº 445 a 447

 

 

570

CAPÍTULO 8

Publica-se o édito do imperador César Augusto para recensear todo o Império, e o que fez São José quando o soube. Nº 448 a 453

542

T2-191

572

Doutrina. Nº 454 a 455

 

 

576

CAPÍTULO 9

A jornada que Maria Santíssima fez de Nazareth a Belém, em companhia do santo esposo José, e os Anjos que a assistiam. Nº 456 a 463

546

T2-195

577

Doutrina. Nº 464 a 467

 

 

582

CAPÍTULO 10

Nasce Cristo nosso bem de Maria Virgem, em Belém da Judeia. Nº 468 a 485

552

T2-201

583

Doutrina. Nº 486 a 488

 

 

592

CAPÍTULO 11

Como os santos Anjos evangelizaram em diversas partes o nascimento do nosso Salvador, e os pastores vieram adorá-lo. Nº 489 a 497

562

T2-209

594

Doutrina. Nº 498 a 499

 

 

598

CAPÍTULO 12

O que se ocultou ao demónio do mistério do nascimento do Verbo humanado e outros coisas até a circuncisão. Nº 500 a 509

567

T2-213

599

Doutrina. Nº 510 a 512

 

 

604

CAPÍTULO 13

Conheceu Maria Santíssima a vontade do Senhor para que Seu Filho unigénito se circuncidasse, e trata disso com São José; vem do Céu o nome Santíssimo de Jesus. Nº 513 a 524

574

T2-219

605

Doutrina. Nº 525 a 529

 

 

611

CAPÍTULO 14

Circuncidam o menino Deus é põe-lhe por nome Jesus. Nº 530 a 537

581

T2-225

613

Doutrina. Nº 538 a 539

 

 

617

CAPÍTULO 15

Persevera Maria Santíssima com o menino Deus na gruta do nascimento até a vinda dos Reis. Nº 540 a 549

586

T2-229

618

Doutrina. Nº 550 a 551

 

 

623

CAPÍTULO 16

Vêm os três Reis magos do oriente e adoraram o Verbo humanado em Belém. Nº 552 a 561

592

T2-235

625

Doutrina. Nº 562 a 564

 

 

629

CAPÍTULO 17

Voltam os Reis magos segunda vez a ver e adorar o infante Jesus, oferecem-lhe os Seus dons e despedidos tomam outro caminho para suas terras. Nº 565 a 570

598

T2-241

631

Doutrina. Nº 571 a 572

 

 

633

CAPÍTULO 18

Distribuem Maria Santíssima e José os dons dos Reis magos e detêm-se em Belém até a apresentação do menino Jesus no Templo. Nº 573 a 580

601

T2-245

634

Doutrina. Nº 581 a 584

 

 

639

CAPÍTULO 19

Partem Maria Santíssima e José com o infante Jesus de Belém a Jerusalém, para apresentá-lo no Templo, e cumprir a Lei. Nº 585 a 593

607

T2-251

640

Doutrina. Nº 594 a 595

 

 

465

CAPÍTULO 20

Da apresentação do infante Jesus no Templo e o que sucedeu nela. Nº 596 a 602

612

T2-255

646

Doutrina. Nº 603 a 605

 

 

650

CAPÍTULO 21

Previne o Senhor a Maria Santíssima para a fuga para o Egipto, fala o anjo a São José e outras advertências em tudo isto. Nº 606 a 616

617

T2-259

651

Doutrina. Nº 617 a 618

 

 

657

CAPÍTULO 22

Começam a jornada para o Egipto Jesus, Maria e José, acompanhados dos espíritos angélicos, e chegam à cidade de Gaza. Nº 619 a 627

624

T2-265

659

Doutrina. Nº 628 a 629

 

 

663

CAPÍTULO 23

Prosseguem as jornadas de Jesus, Maria e José, da cidade de Gaza até Heliópolis do Egipto. Nº 630 a 637

629

T2-271

664

Doutrina. Nº 638 a 640

 

 

668

CAPÍTULO 24

Chegam ao Egipto os peregrinos Jesus, Maria e José com algum rodeio até à cidade de Heliópolis e sucedem grandes maravilhas. Nº 641 a 650

635

T2-277

670

Doutrina. Nº 651 a 652

 

 

675

CAPÍTULO 25

Tomam assento na cidade de Heliópolis Jesus, Maria e José por vontade divina; orientam ali a Sua vida durante o tempo do seu desterro. Nº 653 a 661

640

T2-283

676

Doutrina. Nº 662 a 663

 

 

681

CAPÍTULO 26

Das maravilhas que em Heliópolis do Egipto fizeram o infante Jesus e Sua Mãe Santíssima e São José. Nº 664 a 669

646

T2-289

681

Doutrina. Nº 670 a 671

 

 

685

CAPÍTULO 27

Determina Herodes a morte dos inocentes, conhece-o Maria Santíssima e escondem São João da morte. Nº 672 a 678

 

 

 

650

T2-293

686

Doutrina. Nº 679 a 680

 

 

690

CAPÍTULO 28

Fala o infante Jesus a São José, cumprido um ano, e trata a Mãe Santíssima de pô-lo em pé e calçar-se, e começa a celebrar os dias da encarnação e nascimento. Nº 681 a 687

655

T2-297

691

Doutrina. Nº 688 a 690

 

 

694

CAPÍTULO 29

Veste a Mãe Santíssima o infante Jesus a túnica inconsútil e o calça, e as acções e exercícios que o mesmo Senhor fazia. Nº 691 a 699

659

T2-301

695

Doutrina. Nº 700 a 701

 

 

700

CAPÍTULO 30

Voltam do Egipto a Nazareth Jesus, Maria e José por vontade do Altíssimo. Nº 702 a 709

664

T2-307

701

Doutrina. Nº 710 a 711

 

 

705

 

 

 

Espanhola

Brasileira

Pdf Esp.

LIVRO V

Contém a perfeição com que Maria Santíssima copiava e imitava as operações da

alma de seu Filho amadíssimo e como a informava da Lei da graça, artigos da fé,

sacramentos e dez mandamentos e a prontidão e alteza com que a observava;

a morte de São José; a pregação de São João Baptista; o jejum e baptismo de nosso

Redentor; a vocação dos primeiros discípulos e o baptismo da Virgem Maria

Senhora nossa.

671

T3-1

706

CAPÍTULO 1

Dispõe o Senhor Maria Santíssima com alguma severidade e ausência, estando em Nazareth, e os fins que teve neste exercício. Nº 712 a 722

671

T3-1

706

Doutrina. Nº 722 a 725

 

 

712

CAPÍTULO 2

Manifestam-se-lhe a Maria Santíssima as operações da alma de seu Filho nosso Redentor de novo, e tudo o que se lhe havia ocultado, e começa a informá-la da lei da Graça. Nº 726 a 735

678

T3-9

713

Doutrina. Nº 735 a 736

 

 

718

CAPÍTULO 3

Subiam a Jerusalém todos os anos Maria Santíssima e José conforme a lei e levavam consigo o infante Jesus. Nº 737 a 743

684

T3-15

720

Doutrina. Nº 744 a 745

 

 

723

CAPÍTULO 4

Aos doze anos do infante Jesus, sobe com Seus pais a Jerusalém, e fica oculto deles no templo.

746 a 754

688

T3-19

724

Doutrina. Nº a 755 757

 

 

729

CAPÍTULO 5

Depois de três dias, acham Maria Santíssima e José o infante Jesus no templo, discutindo com os doutores. Nº 758 a 772

694

T3-25

731

Doutrina. Nº 773 a 774

 

 

738

CAPÍTULO 6

Uma visão que teve Maria Santíssima aos doze anos do infante Jesus, para continuar nela a imagem e doutrina da lei evangélica. Nº 775 a 782

703

T3-33

740

Doutrina. Nº 783 a 784

 

 

744

CAPÍTULO 7

Declaram-se mais expressamente os fins do Senhor na doutrina que ensinou a Maria Santíssima e os modos com que o executava. Nº 785 a 791

 

 

 

707

T3-39

744

Doutrina. Nº 792 a 794

 

 

748

CAPÍTULO 8

Declara-se o modo como a nossa grande Rainha executava a doutrina do evangelho que seu Filho Santíssimo lhe ensinava. Nº 795 a 804

712

T3-45

750

Doutrina. Nº 805 a 806

 

 

755

CAPÍTULO 9

Declara-se como conheceu Maria Santíssima os artigos da fé que havia de crer a santa Igreja e o que fez com este fervor. Nº 807 a 814

 

T3-51

756

Doutrina. Nº 815 a 816

 

 

760

CAPÍTULO 10

Teve Maria Santíssima nova luz sobre os dez mandamentos e o que fez com este benefício. Nº 817 a 827

723

T3-57

762

Doutrina. Nº 828 a 829

 

 

768

CAPÍTULO 11

As inteligências que teve Maria Santíssima sobre os sete sacramentos que Cristo Senhor havia de instituir, e dos cinco preceitos da Igreja. Nº 830 a 842

730

T3-63

769

Doutrina. Nº 843 a 845

 

 

755

CAPÍTULO 12

Continuava Cristo Redentor nosso as orações e petições para nós, e assistia-lhe Sua Mãe Santíssima e tinha novas inteligências. Nº 846 a 852

737

T3-71

777

Doutrina. Nº 853 a 854

 

 

781

CAPÍTULO 13

Cumpre Maria Santíssima trinta e três anos de idade e permanece naquela condição seu virginal corpo, e dispõe como sustentar com seu trabalho seu Filho Santíssimo e José. Nº 855 a 860

742

T3-77

782

Doutrina. Nº 861a 863

 

 

785

CAPÍTULO 14

Os trabalhos e enfermidades que padeceu São José nos últimos anos de Sua vida e como o servia neles a Rainha do Céu Sua esposa. Nº 864 a 870

747

T3-83

787

Doutrina. Nº 871 a 872

 

 

791

CAPÍTULO 15

Do trânsito felicíssimo de São José e o que lhe sucedeu nele, e lhe assistiram Jesus nosso Salvador e Maria Santíssima Senhora nossa. Nº 873 a 879

752

T3-89

792

Doutrina. Nº 880 a 885

 

 

796

CAPÍTULO 16

A idade que tinha a Rainha do Céu quando morreu São José e alguns privilégios do santo esposo. Nº 886 a 892

758

T3-95

799

Doutrina. Nº 893 a 894

 

 

803

CAPÍTULO 17

As ocupações de Maria Santíssima depois da morte de São José e alguns episódios com Seus Anjos. Nº 895 a 905

762

T3-99

803

Doutrina. Nº 906 a 908

 

 

809

CAPÍTULO 18

Continuam-se outros mistérios e ocupações da nossa grande Rainha e Senhora com seu Filho Santíssimo, quando viviam sós antes da Sua pregação. Nº 909 a 917

769

T3-107

811

Doutrina. Nº 918 a 919

 

 

816

CAPÍTULO 19

Dispõe Cristo Senhor nosso Sua pregação, dando alguma notícia da vinda do Messias, assistindo-o Sua Mãe Santíssima e começa a perturbar-se o inferno. Nº 920 a 929

775

T3-113

817

Doutrina. Nº 930 a 932

 

 

822

CAPÍTULO 20

Convoca Lúcifer um conciliábulo no inferno para tratar de impedir as obras de Cristo nosso Redentor e de Sua Mãe Santíssima. Nº 933 a 938

 

 

 

781

T3-119

824

Doutrina. Nº 939 a 941

 

 

827

CAPÍTULO 21

Havendo recebido São João grandes favores de Maria Santíssima, tem ordem do Espírito Santo para sair a pregar, e primeiro lhe envia a divina Senhora uma cruz que tinha. Nº 942 a 948

786

T3-125

829

Resposta e Doutrina. Nº 949 a 950

 

 

833

CAPÍTULO 22

Oferece Maria Santíssima ao eterno Pai seu Filho unigénito para a redenção humana, e concede-lhe em retorno deste sacrifício uma visão clara da Divindade, e despede-se do mesmo Filho para ir Sua Majestade pregar ao deserto. Nº 951 a 959

791

T3-131

834

Doutrina. Nº 960 a 964

 

 

839

CAPÍTULO 23

As ocupações que a Mãe Virgem tinha na ausência de seu Filho Santíssimo e os colóquios com os Seus santos Anjos. Nº 965 a 971

799

T3-139

842

Doutrina. Nº 972 a 973

 

 

846

CAPÍTULO 24

Chega o Salvador Jesus à ribeira do Jordão, onde o baptizou São João e pediu o mesmo para ser baptizado pelo mesmo Senhor. Nº 974 a 982

803

T3-143

847

Doutrina. Nº 983 a 984

 

 

852

CAPÍTULO 25

Caminha nosso Redentor do baptismo ao deserto onde se exercita em grandes vitórias das virtudes contra nossos vícios; tem notícia Sua Mãe Santíssima e o imita em tudo perfeitamente.

985 a 991

809

T3-149

853

Doutrina. Nº 992 a 994

 

 

857

CAPÍTULO 26

Permite Cristo nosso Senhor ser tentado por Lúcifer, depois do jejum, vence-o Sua Majestade, e tem notícia de tudo Sua Mãe Santíssima. Nº 995 a 1008

814

T3-155

859

Doutrina. Nº 1004 a 1008

 

 

864

CAPÍTULO 27

Sai Cristo nosso Redentor do deserto, volta onde estava São João, e ocupa-se na Judeia de algumas obras até à vocação dos primeiros discípulos; tudo conhecia e imitava Maria Santíssima. Nº 1009 a 1015

822

T3-163

867

Doutrina. Nº 1016

 

 

871

CAPÍTULO 28

Começa Cristo nosso Redentor a receber e a chamar Seus discípulos na presença do Baptista e dá início à pregação. Manda o Altíssimo à divina Mãe que O siga. Nº 1017 a 1022

826

T3-167

871

Doutrina. Nº 1023 a 1024

 

 

875

CAPÍTULO 29

Volta Cristo nosso Salvador com os primeiros cinco discípulos a Nazareth, baptiza Sua Mãe Santíssima, e o que em tudo isto sucedeu. Nº 1025 a 1030

831

173

877

Doutrina. Nº 1031 a 1032

 

 

880

 

 

 

Espanhola

Brasileira

Pdf Esp.

LIVRO VI

Contém as bodas em Caná da Galileia; como acompanhou Maria Santíssima o

Redentor do mundo na pregação; a humildade que mostrava a divina Rainha nos

milagres que fazia o seu Filho Santíssimo; Sua transfiguração; a entrada de

Sua Majestade em Jerusalém; Sua paixão e morte; o triunfo que alcançou na cruz

sobre Lúcifer e seus sequazes; a santíssima ressurreição do Salvador e Sua

admirável ascensão aos Céus. .

837

T3-179

881

CAPÍTULO 1

Começa Cristo nosso Salvador a manifestar-se com o primeiro milagre que fez nas bodas de Caná a pedido de Sua Mãe Santíssima. Nº 1033 a 1041

837

T3-179

881

Doutrina. Nº 1042 a 1043

 

 

886

CAPÍTULO 2

Acompanha Maria Santíssima o nosso Salvador na pregação e, trabalha muito nisto e cuida das mulheres que o seguem e em tudo, procede com suma perfeição. Nº 1044 a 1050

843

T3-185

888

Doutrina. Nº 1051 a 1052

 

 

892

CAPÍTULO 3

A humildade de Maria Santíssima nos milagres que fazia Cristo nosso Salvador, e que a ensinou aos Apóstolos para os que eles haviam de fazer na virtude divina, e outras advertências.

1053 a 1062

849

T3-191

894

Doutrina. Nº 1063 a 1065

 

 

900

CAPÍTULO 4

Com os milagres e obras de Cristo e com os de São João Baptista, se perturba e equivoca o demónio. Herodes prende e degola São João Baptista e o que sucedeu na Sua morte.

1066 a 1076

856

T3-199

902

Doutrina. Nº 1077 a 1078

 

 

908

CAPÍTULO 5

Os favores que receberam os Apóstolos de Cristo nosso Redentor pela devoção por Sua Mãe Santíssima, e por não a ter,

Judas caminhou para a Sua perdição. Nº 1079 a 1096

864

T3-207

910

Doutrina. Nº 1097 a 1098

 

 

920

CAPÍTULO 6

Transfigura-se Cristo nosso Senhor no Tabor, na presença de Sua Mãe Santíssima; sobem da Galileia para Jerusalém para se aproximarem da paixão; o que sucedeu em Betânia com a unção da Madalena. Nº 1099 a 1112

874

T3-219

921

Doutrina. Nº 1113 a 1114

 

 

931

CAPÍTULO 7

O oculto sacramento que precedeu o triunfo de Cristo em Jerusalém, e como entrou nela e foi recebido pelos seus habitantes. Nº 1115 a 1125

884

T3-229

932

Doutrina. Nº 1026 a 1127

 

 

939

CAPÍTULO 8

Juntam-se os demónios no inferno para conferirem sobre o triunfo de Cristo Salvador nosso em Jerusalém, e o que resultou desta junta, e outra que fizeram os pontífices e fariseus em Jerusalém. Nº 1128 a 1136

892

T3-237

941

Doutrina. Nº 1137 a 1140

 

 

946

CAPÍTULO 9

Despede-se Cristo nosso Salvador de Sua Mãe Santíssima em Betânia para ir padecer a quinta feira da Ceia, pede-lhe a grande Senhora a comunhão para seu tempo e segue-o a Jerusalém com Madalena e outras santas mulheres. Nº 1141 a 1152

 

 

 

899

T3-245

948

Doutrina. Nº 1153 a 1155

 

 

954

CAPÍTULO 10

Celebra Cristo nosso Salvador a última ceia legal com Seus discípulos e lava-lhes os pés; tem Sua Mãe Santíssima inteligência e notícia de todos estes mistérios. Nº 1156 a 1175

907

T3-253

956

Doutrina. Nº 1176 a 1179

 

 

966

CAPÍTULO 11

Celebra Cristo nosso Salvador a ceia sacramental, consagrando na eucaristia seu sagrado e verdadeiro corpo e sangue, as orações e petições que fez, comungou Sua Mãe Santíssima e outros mistérios que sucederam nesta ocasião. Nº 1180 a 1199

918

T3-265

968

Doutrina. Nº 1200 a 1203

 

 

979

CAPÍTULO 12

A oração que fez nosso Salvador no horto e Seus mistérios e o que de todos conheceu Sua Mãe Santíssima. Nº 204 a 1220

930

T3-277

982

Doutrina. Nº 1221 a 1222

 

 

992

CAPÍTULO 13

A entrega e prisão do nosso Salvador pela traição de Judas, e o que nesta ocasião fez Maria Santíssima, e alguns mistérios desta passagem. Nº 223 a 1236

940

T3-287

993

Doutrina. Nº 1237 a 1239

 

 

1002

CAPÍTULO 14

A fuga e divisão dos apóstolos com a prisão do seu Mestre, a notícia que teve Maria Santíssima e o que fez nesta ocasião, a condenação de Judas e a perturbação dos demónios com o que iam conhecendo. Nº 1240 a 1252

950

T3-297

1003

Doutrina. Nº 1253 a 1255

 

 

1012

CAPÍTULO 15

Levam o nosso Salvador Jesus atado e preso a casa do pontífice Anás; o que sucedeu nesta passagem e o que padeceu nela Sua Mãe Santíssima. Nº 1256 a 1264

960

T3-307

1014

Doutrina. Nº 1265 a 1267

 

 

1019

CAPÍTULO 16

Foi levado Cristo nosso Salvador a casa do pontífice Caifás onde foi acusado e interrogado se era filho de Deus; e São Pedro o nega outras duas vezes; o que Maria Santíssima fez nesta passagem e outros mistérios ocultos. Nº 1268 a 1279

967

T3-315

1021

Doutrina. Nº 1280 a 1282

 

 

1028

CAPÍTULO 17

O que padeceu nosso Salvador Jesus depois da negação de São Pedro até à manhã, e a grande dor de Sua Mãe Santíssima. Nº 1283 a 1294

975

T3-323

1030

Doutrina. Nº 1295 a 1296

981

 

1036

CAPÍTULO 18

Junta-se o concílio sexta-feira de manhã para substanciar a causa contra nosso Salvador Jesus, remetem-no a Pilatos, e saem ao seu encontro Maria Santíssima com São João Evangelista e as três Marias. Nº 1297 a 1310

982

T3-331

1037

Doutrina. Nº 1311 a 1313

 

 

1046

CAPÍTULO 19

Remete Pilatos a Herodes a causa e a pessoa de nosso Salvador Jesus, acusam-no ante Herodes e ele o despreza e envia a Pilatos; segue-o Maria Santíssima e o que nesta passagem sucedeu.

1314 a 1330

992

T3-341

1048

Doutrina. Nº 1331 a 1334

 

 

1057

CAPÍTULO 20

Por mandato de Pilatos foi açoitado o nosso Salvador. Jesus coroado de espinhos e escarnecido, e o que nesta passagem fez Maria Santíssima. Nº 1335 a 1350

1003

T3-351

1059

Doutrina. Nº 1351 a 1353

 

 

1068

CAPÍTULO 21

Pronuncia Pilatos a sentença de morte contra o Autor da vida, leva Sua Majestade a cruz às costas em que há de morrer, segue-o Sua Mãe Santíssima e o que fez a grande Senhora nesta passagem contra o demónio, e outros acontecimentos. Nº 1354 a 1371

 

 

 

1013

T3-361

1070

Doutrina. Nº 1372 a 1374

 

 

1081

CAPÍTULO 22

Como nosso Salvador Jesus foi crucificado no monte Calvário e as sete palavras que falou na Cruz, e o assistiu Maria Santíssima Sua Mãe com grande dor. Nº 1375 a 1408.

1024

T3-373

1082

Doutrina. Nº 1409 a 1411

 

 

1101

CAPÍTULO 23

O triunfo que Cristo nosso Salvador alcançou sobre o demónio na cruz e da morte e a profecia de Habacuc, e um conciliábulo que fizeram os demónios no inferno. Nº 1412 a 1432

1043

T3-391

1103

Doutrina. Nº 1433 a 1435

 

 

1114

CAPÍTULO 24

A ferida que fizeram com a lança no lado de Cristo já defunto, Sua descida da cruz e sepultamento, e o que fez Maria Santíssima até que voltou ao Cenáculo. Nº 1436 a 1450

 

 

 

1056

T3-403

1116

Doutrina. Nº 1451 a 1453

 

 

1124

CAPÍTULO 25

Como a Rainha do Céu consolou São Pedro e outros apóstolos e a prudência com que procedeu depois do enterro do seu Filho, com viu descer a Sua alma Santíssima ao Limbo dos santos pais.

1454 a 1463

1064

T3-411

1125

Doutrina. Nº 1464 a 1465

 

 

1131

CAPÍTULO 26

A ressurreição de Cristo nosso Salvador e a aparição que fez a Sua Mãe Santíssima com os santos pais do Limbo. Nº 1466 a 1473

1071

T3-419

1133

Doutrina. Nº 1474 a 1476

 

 

1138

CAPÍTULO 27

Algumas aparições de Cristo nosso Salvador ressuscitado às Marias e aos apóstolos; a notícia que todos davam à Rainha e a prudência com que os ouvia. Nº 1477 a 1492

1077

T3-425

1139

Doutrina. Nº 1493 a 1494

 

 

1148