CAPÍTULO V é è

Os Tempos

CV1 - O Princípio dos Tempos è

CV2 - A Plenitude dos Tempos è

CV3 - O Fim dos Tempos è

CV4 - Os Últimos Tempos è

CV5 - O Fim dos Fins è

CV6 - Os Novos Tempos com os Novos Céus e a Nova Terra è

CV7 - Os Sinais dos Tempos è

 

 

Falar dos Tempos quando se abordam temas bíblicos, é o mesmo que falar de Épocas ou Idades quando se abordam temas de história das civilizações e dos povos e nações da Terra.

A óptica de divisão do Tempo, consoante essa divisão é vista pelos olhos de Deus e os olhos do homem, é obviamente diferente, e como tal, conduz a um escalonamento também ele diferente.

Estamos habituados a localizar imediatamente um acontecimento na história do homem, quando se o refere à Idade Média, ou à Idade Moderna, ou ainda à Pré-História, mas ficamos perplexos quando se fala por exemplo da Plenitude dos Tempos ou do Fim dos Tempos. Isto decorre de uma educação que devia ter sido dada ainda nos bancos da escola e da catequese, mas que de facto não se deu.

Ora esta aprendizagem tem obrigatoriamente de ser feita para quem deseje entrar no estudo e no entendimento da Verdadeira História do Homem, segundo a óptica de Deus e segundo o Seu Plano de Salvação da Humanidade.

 

CV1 - O Princípio dos Tempos é

Em termos bíblicos, quando Deus criou os céus e a Terra e o homem, aí começou a contagem dos Tempos.

Génesis 1,1

1 No princípio criou Deus os céus e a terra.

Todo esse período de Tempo, pois, que decorre desde a criação do mundo até às vésperas do Nascimento de Jesus, é considerado o Princípio dos Tempos. É um período longo de Tempo, comparado com os que se lhe seguem.

  

CV2 - A Plenitude dos Tempos é

A Plenitude dos Tempos, foi um período muito curto e corresponde praticamente à vida terrena de Jesus Cristo, mas é também porventura o mais importante de todos, pois é nele que são cumpridos os grandes desígnios da Redenção.

Gálatas 4,4

 4 mas, vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido debaixo de lei.

 

 

CV3 - O Fim dos Tempos é

Todo o período que se segue à Ascensão de Jesus Cristo aos Céus, é considerado já o Fim dos Tempos.

1S. Pedro 1,20

20 o qual, na verdade, foi conhecido ainda antes da fundação do mundo, mas manifesto no fim dos tempos por amor de vós.

É um tempo de expectativa do retorno de Jesus Cristo em toda a Sua Glória e que marcará uma mudança verdadeiramente radical da vida sobre a Terra.

2S. Pedro 3,12-13

12 aguardando, e desejando ardentemente a vinda do dia de Deus, em que os céus, em fogo se dissolverão, e os elementos, ardendo, se fundirão.

13 Nós, porém, segundo a sua promessa, aguardamos novos céus e uma nova terra, nos quais habita a justiça.

 Daniel 12,4

 4 Tu, porém, Daniel, cerra as palavras e sela o livro, até o fim do tempo; muitos correrão de uma parte para outra, e a ciência se multiplicará.

 A Virgem Maria nas Suas Mensagens ao Padre Gobbi também nos ensina e explica o significado do Fim dos Tempos, a sua proximidade e a sua importância. É na realidade Ela a grande didacta destes Fins dos Tempos que estamos vivendo.

Padre Gobbi, 31 de Dezembro de 1992

 Tenho-vos anunciado repetidas vezes que se aproxima o fim dos tempos e a vinda de Jesus na glória.

Meus predilectos e filhos consagrados ao meu Coração Imaculado, Eu quis vos esclarecer sobre esses sinais que Jesus em seu Evangelho vos indicou, para preparar-vos para o fim dos tempos, porque eles estão se realizando nos vossos dias.

O Papa Paulo VI falou dos Fim dos Tempos em 1997.

"Paulo VI Segredo" de Jean Guitton

 «Releio muitas vezes o Evangelho do "Fim dos Tempos" e constato que, neste momento, emergem muitos dos sinais deste fim».

 

CV4 - Os Últimos Tempos é

Os últimos tempos são o período final do Fim dos Tempos, que estamos a viver actualmente e que correspondem a um período conturbado, já de grande purificação da humanidade e que atingirá o seu auge com o reinado do anticristo.

 

CV5 - O Fim dos Fins é

O curto espaço de tempo que existirá entre o Fim dos Tempos e os Novos Céus e Nova Terra, será o Fim dos Fins.

Este será de todos os períodos o mais curto e corresponderá a grandes tribulações e purificação de toda a Terra e de toda a Humanidade.

Daniel 11,40

 40 Ora, no fim do tempo, o rei do sul lutará com ele; e o rei do norte virá como turbilhão contra ele, com carros e cavaleiros, e com muitos navios; e entrará nos países, e os inundará, e passará para adiante

 

Dar-se-á o Armagedon, tal como as dores de parto que antecedem o nascimento de uma criança. Ocorrerá algures nos finais de 1999 ou princípios de 2.000. Com rigor não se sabe, pois só Deus Pai sabe o dia e a hora.

S. Mateus 24,36

 36 Daquele dia e hora, porém, ninguém sabe, nem os anjos do céu, nem o Filho, senão só o Pai

 É neste Fim dos Fins que se dará propriamente o Fim do Mundo imundo em que vivemos

 

CV6 - Os Novos Tempos com os Novos Céus e a Nova Terra é

Estes são verdadeiramente os Tempos que toda a cristandade tem aguardado ansiosamente que cheguem, será o Novo Paraíso Terrestre tão prometido por Deus aos homens desde o tempo da sua criação e após a queda de Adão e Eva.

Ver a Cronologia segundo o Catecismo da Igreja.

 

CV7 - Os Sinais dos Tempos é

Os Sinais dos Tempos, são acontecimentos profetizados e que nos indicam a conclusão do Fim dos Tempos e o início dos Novos Céus e Nova Terra.

Padre Gobbi, 31 de Dezembro de 1992

Tenho-vos anunciado repetidas vezes que se aproxima o fim dos tempos e a vinda de Jesus na glória. Agora quero ajudar-vos a compreender os sinais descritos na Sagrada Escritura, que indicam estar já próximo o seu glorioso retorno.

Esses sinais são claramente indicados no Evangelho, nas Cartas de S. Pedro e de S. Paulo, e estão se realizando nestes anos.

Quanto a estes 4 últimos itens, ou seja, os Últimos Tempos, o Fim dos Fins, os Novos Céus e Nova Terra e os Sinais dos Tempos dada a sua importância, analisá-los-emos em capítulos próprios.

 Clarificada que foi a linguagem sobre as diferentes denominações sobre o Tempo, desmistificada a terminologia de que temos de passar a fazer uso, estamos em condições de aprofundar a análise sobre os sucessivos Tempos, e em primeiro lugar sobre os Sinais dos Tempos, os quais tanta controvérsia têm gerado, em particular nos meios em que reina a maior das ignorâncias sobre o seu significado profundo.

 

EPÍLOGO

O Papa Paulo VI um dia afirmou:

"ù Mais vale acreditar numa mentira, do que não acreditar numa Verdade. Pois Deus, por termos acreditado na mentira, há-de recompensar-nos pela nossa Fé, mas, por não termos acreditado na Verdade, há-de pedir-nos contas da nossa incredulidade".

"ù Por isso, homem, este é um tesouro que entrego à tua guarda!

Podes condenar-te com ele nas mãos, ou, Salvar-te, se o depositares no teu Coração!

A Escolha é tua…"

ç  é è   C