Aparições e Mensagens da Virgem Maria em Garabandal

às

Quatro Camponesinhas - Conchita, Mari Loli +, Mari Cruz e Jacinta

 

Pinheiro de Grabandal

Download em pdf para Imprimir

 

BÊNÇÃO ESPECIAL  

Logo AMEN-Reduzido

As 8 Grandes Aparições de Nossa Senhora

Aparição

Guadalupe

Aparição

Rue du Bac

Aparição

La Salette

4ª Aparição

Lourdes

5ª Aparição

Fátima

Aparição

Garabandal

Aparição

Zeitoun

Aparição

Medjugorje

Guadalupe

Rue du Bac

La Salette

Lourdes

Fatima

Garabandal

Zeitoun

Medjugorje

 

 

 

Aparição

Designação

Datas

Local

País

Ver no

Google Earth

Ver Modelo 3D

Ver Vídeo no Youtube

6ª Aparição

Garabandal

1961/1965

44 anos depois

San Sebastian de Garabandal

Espanha

Europa-Reduzida

Garabandal

Garabandal

 

 

 

DOSSIER

AVISO DE GARABANDAL

 

 

ÍNDICE

Resumo das Aparições e das videntes

Resumo Histórico

   Entrevista do padre Alred Combe a Dom João Pereira Venâncio  

() 2 Grandes Mensagens Públicas

() Milagres

() A Noite dos Gritos

() Ensinamentos e Segredos sobre o futuro

                        O AVISO

                        O MILAGRE

                        O SINAL

                        O CASTIGO

Pedidos da Virgem Maria

Milagres de Garabandal

 

Resumo das Aparições e das videntes

 

Nome da Aparição: Aparições de Garabandal    Aldeia: San Sebastian de Garabandal   Diocese: Santander   País: Espanha

 

Nome da vidente: Conchita González (Maria de la Concepcion González )            Data de nascimento: 7 de Fevereiro de 1949       

Idade à data da Aparição:  12 anos       Estado civil: Solteira           Vocação: Camponesa

 

Conchita   Conchita cortada

 

A Conchita escreveu o que ficou conhecido por Diário da Conchita com a narrativa das Aparições e da sua vida naqueles anos

 

 

Nome da vidente: Mari Loli  Mazon +             Data de nascimento: 1 de Maio de 1949   Data do falecimento: 20 de Abril de 2009

Idade à data da Aparição:  12 anos         Estado civil: Solteira                   Vocação: Camponesa

 

Mari Loli   http://blogimages.bloggen.be/medjugorje/543157-b0ebc924d47c1d2c7e23d17a838a860d.jpg

 

 

Nome da vidente: Mari Cruz González        Data de nascimento: 21 de Junho de 1950  

Idade à data da Aparição:  11 anos       Estado civil: Solteira           Vocação: Camponesa

 

Mari Cruz   Mari Cruz1

 

 

Nome da vidente: Jacinta González            Data de nascimento: 27 de Abril de 1949     

Idade à data da Aparição:  12 anos       Estado civil: Solteira           Vocação: Camponesa

 

Jacinta2   Jacinta

 

Os nomes completos de Baptismo das videntes:

Maria Dolores Mazon, Maria de la Conception González, Jacinta González, Maria Cruz González

 

Taken at El Cuadro Circa 1961

Mari Loli, Conchita, Jacinta, Mari Cruz

 

Videntes de Garabandal 2

Conchita, Mari Cruz, Mari Loli, Jacinta

 

Videntes de Garabandal-Jacinta+Mari Loli+Conchita+Mari Cruz

Jacinta, Mari Loli, Conchita, Mari Cruz

 

Tipo de Fenómeno: Aparições + Mensagem + Pedidos + Milagres

Número de Aparições: Mais de 2000 Aparições da Virgem Maria. Em primeiro lugar apareceu-lhes várias vezes o Arcanjo S. Miguel a partir de 18 de Junho de 1961.

Quem visita os videntes: Nossa Senhora do Carmo de Garabandal

Início dos fenómenos:  Aparições de São Miguel Arcanjo - Várias a partir de 18 de Junho de 1961 até 2 de Julho de 1961, e a 18 de Junho de 1965

Aparições de Nossa Senhora - Domingo, 2 de Julho de 1961           Fim dos fenómenos: Sábado, 13 de Novembro de 1965

Estado do Processo Canónico: Só será avaliado depois de confirmados os acontecimentos profetizados. No entanto as Aparições foram confirmadas na sua Autenticidade pelo Papa Paulo VI, pelo Padre Pio, pela Madre Teresa de Calcutá e pelo Bispo de Leiria/Fátima Dom João Pereira Venâncio.

Sites:       http://www.garabandal.org  -  Maria Saraco                 http://www.garabandal.us   -  Joey Lomangino

Sites:       http://www.virgendegarabandal.org                               http://www.garabandalvideos.com

Diário da Conchita:  https://drive.google.com/open?id=0B4Z3fhYQWoTdcU13YVZJRmFRRm8

 

Principais Objectivos: 

- Aumentar a Oração e Penitência.

- Fazer Visitas a Jesus no Santíssimo Sacramento.

- Temos de ser muito bons. Temos de nos emendar na nossa vida.

- Profetizar para o Fim dos Tempos através do Aviso, Milagre, Sinal e Castigo.

 

 

Resumo Histórico 

O mundo inteiro vive em expectativa dos grandes acontecimentos profetizados em Garabandal.

Com as Aparições de Garabandal são dadas para toda a humanidade Mensagens com grandes profecias a se concretizarem nos tempos em que vivemos até o Fim do Mundo. São-nos dados os meios de salvação para sobrevivermos aqui na Terra e para a Vida Eterna. Dão-se e são prometidos Grandes Sinais. São dados Grandes Segredos às videntes, mantidos no mais absoluto sigilo. Dão-se enormes milagres e é prometido o maior de todos os Milagres feito por Jesus sobre a Terra.

 

Foi nos Montes Cantábricos espanhóis, ao pé dos picos da Europa, num pequeno lugarejo chamado San Sebastian de Garabandal, entre 18 de Junho de 1961 e 13 de Novembro de 1965, que a Virgem Maria apareceu para cima de 2.000 vezes a 4 rapariguinhas: Conchita González, Mari Loli Mazon,  Jacinta González, Mari Cruz González.

 

Como bem nos chama a atenção o Padre Justo António Lafeudo, um dos grandes divulgadores de Garabandal:

“Estas aparições começaram na década de 60, quando poucos meses depois do seu início, o papa João XXIII convocaria um novo concílio, concílio Vaticano II. Estes anos são também o do começo do espírito de protesto e de rebelião que assinalará toda esta época e em que se davam os primeiros passos na cultura da morte, na perda de valores como o da família e na instrumentalização do sexo. A década de 60 é a do existencialismo e do apogeu do comunismo, do muro de Berlim e da guerra fria, da crise dos mísseis em Cuba e do assassinato do presidente Kennedy. Esta época é igualmente a da contra-cultura do movimento hippy e do predomínio das ideologias e da pílula anti-contraceptiva.
Ler Aqui a meditação feita por este sacerdote sobre as 2 Mensagens Públicas de Garabandal.

 

Muitos fenómenos místicos raros e inexplicáveis à luz da ciência aconteceram em Garabandal, testemunhados por milhares de peregrinos que lá acorriam.

O bispo de Leiria e Fátima à data das Aparições de Garabandal, D. João Pereira Venâncio, confirma ele próprio a Mensagem de Garabandal.

Bispo de Leiria e Fátima, D. João Pereira Venâncio

«A Mensagem, dada por Nossa Senhora, em Garabandal, é a mesma que Ela deu em Fátima, mas actualizada e apropriada aos nossos tempos».

 

O Padre Pio garantiu, em vida, a autenticidade das aparições de Garabandal, tendo se encontrado com Conchita em San Giovanni Rotondo em 1966. Mas já em 1962 Nossa Senhora tinha prometido de que ele veria, por antecipação, o Milagre de Garabandal.

 

O próprio Papa Paulo VI depois de ter recebido a Conchita, confirmou a autenticidade e a importância das Aparições de Garabandal.

Papa Paulo VI

«Garabandal é a obra mais maravilhosa da humanidade, depois do nascimento de Jesus. É a segunda vida da Santíssima Virgem nesta terra. É importantíssimo dar a conhecer ao mundo estas mensagens».

 

Numa dada ocasião, depois de notarem a posição das crianças face à Aparição da Virgem Maria, deduziram que Ela estava sempre de costas viradas para Portugal, e por isso, pediram às crianças para perguntarem à Virgem Maria porque era que Ela estava sempre de costas viradas para Portugal. Nossa Senhora respondeu muito simplesmente: «Pois se Eu acabo de vir de lá…».

De certa maneira, isto explica porque nas Aparições de Fátima Ela desaparecia sempre para nascente e a afirmação de D. Pereira Venâncio, que Garabandal era a continuação de Fátima.

É bom recordar a memorável entrevista concedida por Dom João Pereira Venâncio ao padre Alred Combe em 21 de Julho de 1983, que a seguir transcrevo na íntegra.

 

Entrevista concedida por Dom João Pereira Venância ao padre Alred Combe em 21 de Julho de 1983

O Padre Alfred Combe, cabeça do movimento de Garabandal em França, relata o seu encontro com o Bispo Dom João Pereira Venâncio.

Diz assim o Padre Combe:

No dia 21 de Julho de 1983, quando acompanhava um grupo de peregrinos desde Saint-Etienne, França, a Fátima, tive a alegria de ser recebido pelo Bispo D.Venâncio e de ter tido com ele uma larga e privada conversa. Agora posso publicar essa entrevista, mas há coisas que quero mencionar antes:

1. A primeira vez que eu estive com este santo Bispo foi em Leiria em 1961. 

2. Sabia que em duas viagens que ele fez aos Estados Unidos, pelas duas vezes ele visitou Conchita, que é a principal vidente de Garabandal. Essa visita ocorreu em Nova Iorque, cidade onde Conchita vive desde que se casou em 1973. Estas visitas não eram casuais já que Conchita era bem conhecida pela irmã Lúcia de Fátima.

3. Um importante detalhe; eu levava na minha mão direita um anel que o grande apóstolo de Garabandal, Joey Lomangino, me deu em 1977, quando visitei Nova Iorque. Ele também tinha dado o mesmo presente a Conchita e a vários sacerdotes e laicos, todos "obreiros" da Santa Mãe, como um sinal da nossa "comunhão e colaboração na difusão da mensagem de Nossa Senhora.

A conversação com o Bispo D.Venâncio foi assim:

 P. Combe: Excelência, estou muito agradecido por receber-me nesta audiência privada. Este é o nosso segundo encontro.

D. Venâncio: Querido padre, a minha memória está a faltar-me. Por favor, ajude-me a recordar. 

P. Combe: O primeiro encontro com sua Excelência foi em 1961. Nessa altura, eu vim de França para implorar a sua generosidade para obter uma estátua de Nossa Senhora de Fátima para um grande evento francês-português, que eu estava a organizar no distrito de Lyon, um acto que teve grande ressonância em toda a região, já que reuniu mais de 10.000 pessoas. 

D. Venâncio: Recordo-me perfeitamente. Eu dei-lhe uma estátua com uma benção especial, já que era uma das quatro que fizeram o "percurso da paz" depois da II Guerra Mundial. Naquele dia, eu enviei ao Reitor da grande Basílica de Fátima a ordem de dar-lhe a si a estátua de Nossa Senhora. Quando ele regressou a Fátima me deu conta do magnífico programa festivo que o deixou impressionado, assim como pela qualidade do programa religioso. 

P. Combe: Mas todo esse programa, Excelência, foi por Graça de Deus e por benevolência sua. Sabia que essa imagem de Nossa Senhora de Fátima trouxe muitas bênçãos espirituais? Todavia hoje em dia ela é venerada na minha capela privada. Tenho também uma fotografia de uma jovem que Vossa Excelência visitou em Nova Iorque. Ela é alguém a quem a irmã Lúcia também conhece. 

D. Venâncio: Na casa de Conchita de Garabandal …. Sim, eu fui visitar Conchita em Nova Iorque. Fiquei encantado com as horas que passei na sua casa juntamente com a sua família. Lhe direi algo, ela teve o acto gentil de oferecer-me o anel que ela levava no seu dedo, igual ao que tem, e deu o anel dizendo-me:

─ “Excelência, quero dar-lhe este anel até à sua morte.”

Eu aceitei-o e levo-o sempre junto ao meu anel pastoral. Como poderá imaginar isto trouxe um sem fim de especulações, não muito discretas por certo, por parte de alguns dos meus irmãos bispos. Usei este anel até este ano, 1983, mas como eu já estou muito avançado em idade e desejava que este anel fosse devolvido à sua dona antes da minha morte, decidi enviar o anel a Conchita há algumas semanas atrás, com una carta de agradecimento e com a minha mais sentida benção. 

P. Combe: Excelência, o que me disse agora foi para mim uma grande revelação. Agradeço-lhe tudo aquilo que partilhou comigo. 

D. Venâncio: Meu querido padre, você é o sacerdote francês que trabalha na difusão da mensagem de Nossa Senhora do Carmo de Garabandal de Espanha? 

P. Combe: Sim, Excelência, e é por isso que tenho a alegria de encontrar-me consigo aqui hoje. 

Então, foi quando sucedeu algo de inesperado, algo que me deixou tão atónito que me custa ainda relatar, devo dizer-lhe com simplicidade: o Sr. Bispo João Pereira Venâncio levantou-se e ajoelhou-se a meus pés. Então tomou as minhas mãos entre as suas e olhando-me fixamente nos meus olhos disse-me:

─ “Bendito sejas e obrigado querido Padre pelo maravilhoso trabalho apostólico que está a fazer para Nossa Senhora do Carmo de Garabandal.” 

Então o Sr. Bispo sentou-se frente a mim. 

P. Combe: Estou todo confundido pelo seu gesto, Senhor Bispo, mas muito agradecido pelas suas palavras, não por mim mas pela mensagem de Garabandal. 

D. Venâncio: Esta mensagem dada pela Santíssima Virgem em Garabandal é a mesma que Ela deu em Fátima, mas actualizada para os nossos tempos. 

P. Combe: Também sempre pensei o mesmo, Excelência, mas Vossa Excelência enfatiza a palavra "actualizado". Quer fazer o favor de me explicar? 

D. Venâncio: É muito simples. Em 1917, em Fátima, a Virgem Maria não nos advertiu sobre a crise que sofre hoje a Igreja, e que tanto nos dói; crise de doutrina, de catecismo, de moral, de liturgia, de disciplina, de sacerdócio, de vida religiosa, etc., e como resultado a grande confusão dos fiéis. Porquê? Porque não havia razão naquela altura para advertimo-nos sobre esses perigos em 1917.

Nessa altura a situação era normal e algumas coisas ainda eram perfeitas. Recorda-se como era nessa altura a piedade Eucarística, a devoção Mariana, o sentido cristão do pecado, a frequente visita e uso do Sacramento da Penitencia, a liturgia, a fidelidade ao Papa como sucessor de Pedro? 

Em Garabandal, em 1961, a situação já era diferente. Nós não víamos os grandes perigos que se avizinhavam, mas a Virgem Santíssima os via. E porque Ela é Mãe e Profeta, veio a essa pequena aldeia espanhola para explicitamente advertirmo-nos e chamarmo-nos de novo à oração, ao sacrifício, penitência e à conversão. Em outras palavras, em Garabandal, Ela pôs em dia a sua Mensagem de Fátima, para a igreja de hoje. 

P. Combe: Conchita de Garabandal com frequência disse que a mensagem de Nossa Senhora do Carmo foi uma "mensagem de salvação", assim que nós poderíamos agregar, "mensagem de salvação para o nosso tempo”. 

D. Venâncio: Para mim isso é óbvio. 

P. Combe: O que vossa Excelência está a dizer a respeito da crise da Igreja e da resultante confusão no mesmo coração da Igreja, recorda-me algo que uma vez disse-me um grande teólogo, o Padre Lucio Rodrigo, Reitor Emérito da antiga Universidade de Comillas, na diocese de Santander.

Depois das aparições de Garabandal, por volta do ano de 1967, eu conheci este jesuíta e fizemo-nos grandes amigos. Um dia ele disse-me:

─ “Em Garabandal, a Santíssima Virgem nos profetizou sobre a crise sacerdotal e a grande confusão da Igreja. Estas profecías agora são uma verdade. Todo com uma visão e uma gravidade que ninguém daquela pequena aldeia jamais poderiam pensar que algum dia acontecesse, porque nem sequer os teólogos, com todo o seu vasto conhecimento que possuem, tiveram a menor suspeita.”

E este eminente teólogo acrescentou:

─ “Para mim, só isso, é uma prova mais que suficiente de que a mensagem de Garabandal foi de origem sobrenatural.” 

D. Venâncio: Essa é uma razão confiável e iluminante, mesmo que a Garabandal não faltem outras provas de credibilidade como bem sabe. Agora diga-me Padre, tem tido alguma notícia recente sobre Conchita e sobre suas companheiras? Pode dizer-me, na sua opinião, como pensa o Bispo de Santander e Roma sobre Garabandal? 

P. Combe: Neste momento tenho tido poucas notícias a esse respeito.

E foi assim que terminou a nossa conversação.

P. Combe: Muito obrigado, Excelência, por me ter proporcionado esta entrevista. Guardarei as suas palavras no meu coração como uma fonte de alegria e paz. Mas antes de ir-me embora quero pedir-lhe um último favor. Que me dê a sua benção a mim e ao meu grupo de peregrinos franceses. 

D .Venâncio: Com todo meu coração. Primeiro a si e depois para o seu grupo. 

P. Combe: De joelhos, recebi a sua benção, e depois agradeci. 

D. Venâncio: A benção ao seu grupo, dará em meu nome. Dou-lhe permissão especial e lhe permito dar a minha benção episcopal ao seu grupo em meu nome. E em retorno quero receber a sua. 

P. Combe: Eu recusei, todo confundido; mas diante da insistência do Bispo, que já estava de joelhos diante de mim, acedi e assim disse-lhe com grande emoção: "Eu te abençoo-o com todo o meu coração a este grande e santo Bispo de Fátima".

Que entrevista tão memorável! 

Quero transmitir diante de Deus de que todos os detalhes que aqui relato são verdadeiros. Dedico tudo isto a todos os "trabalhadores" de Nossa Senhora do Carmo para que sintam ânimo e também para todos os Bispos e Sacerdotes da Igreja.  

Padre Alfred Combe, França. 21 de Julho de 1983. 

Ler mais: http://www.mensagemdegarabandal.com/products/entrevista-ao-bispo-de-fatima-d-venancio-sobre-garabandal/  

Houve 2 locais particularmente visitados por Nossa Senhora em Garabandal: Na Igreja e nos Pinheiros.

 

A Igreja

 

 

Igreja de Garabandal

 

Os Pinheiros, no alto de uma pequena colina sobranceira à Aldeia.

 

Pinheiros de Garabandal

 

Pinheiro de Garabandal

 

Pinheiro de Grabandal

 

São 9 os Pinheiros de Garabandal. Um deles foi atingido nos últimos anos por um relâmpago, e ardeu.

 

 

Foi no caminho íngreme e pedregoso da Aldeia para os Pinheiros, que apareceu São Miguel Arcanjo às pequenas camponesas.

 

A meia encosta, foi construída uma pequena Capela dedicada a São Miguel.

 

Capela de Sao Miguel de Garabandal

 

 

Ao longo dos 4 anos das Aparições de Garabandal, Nossa Senhora deu () 2 Grandes Mensagens Públicas para todo o mundo, em 2 datas precisas - 18 de Outubro de 1961 e 18 de Junho de 1965, esta última através de São Miguel Arcanjo. E ao longo dos outros milhares de Aparições, em que Nossa Senhora convivia com as videntes, derramava Graças, abençoava e beijava objectos religiosos e se deram um incontável número de () Milagres , foi também dando () Ensinamentos e Segredos sobre o futuro , nos quais também prometeu corresponder ao pedido das videntes, que Lhe pediam que fosse feito um Milagre para que as pessoas acreditassem na veracidade das Aparições.

 

()  As 2 Grandes Mensagens Públicas para o mundo

 

A primeira grande Mensagem de Garabandal, no dia 18 de Outubro de 1961 ao mundo é de uma simplicidade Divina, e justifica bem a frase do bispo de Leiria e Fátima sobre Garabandal: mudança de vida, penitência, senão, castigo.

 

Garabandal 18 de Outubro de 1961

 

 «Há que fazer muitos sacrifícios; muita penitência; visitar o Santíssimo; mas antes, temos de ser muito bons. E se não o fizermos virá um castigo. Já se está enchendo a taça, e, se não mudarmos, vir-nos-á um castigo muito grande».

 

A segunda grande mensagem de Garabandal, 4 anos depois de terem começado as Aparições e no seu último ano, foi a advertência séria para o desinteresse habitual dos homens em relação às Mensagens do Céu, a descrença e a tibieza. Esta segunda Mensagem foi veiculada através de São Miguel Arcanjo.

 

Garabandal 18 de Junho de 1965

 

«Já que a Minha mensagem do dia 18 de Outubro não foi atendida, e não foi muito divulgada ao mundo, Eu digo-vos que esta é a última. Antes, o cálice estava enchendo, agora está derramando.

Muito Cardeais, muitos bispos e muitos padres estão no caminho da perdição e levam com eles muitas almas. À Eucaristia é dada cada vez menos e menos importância. Nós devemos evitar a ira de Deus através dos nossos esforços. Se pedirdes perdão com sinceridade de alma, Deus perdoar-lhes-á. Sou eu, a vossa Mãe, que por intercessão de S. Miguel, quer vos dizer para vos emendardes, que já são os últimos avisos e que Eu vos amo muito e não quero a vossa condenação. Pedi-nos com sinceridade e nós vos daremos. Devem sacrificar-se mais. Pensem na Paixão de Jesus».

 

Estas foram as duas grandes mensagens públicas de Garabandal, anunciadas com antecedência, mas muitas outras advertências e profecias importantíssimas nos foram veiculadas mais tarde pelas videntes e fizeram de igual modo parte do manancial de Mensagens e de amor derramado pela Virgem Maria sobre toda a humanidade.

 

Sobre a última Aparição de Nossa Senhora temos o seguinte relato da Conchita.

No sábado 13 de Novembro de 1965 Conchita teve sua última Aparição de Nossa Senhora em Garabandal.  A Conchita deu os detalhes numa carta que escreveu:

«Um dia na Igreja, Nossa Senhora disse-me, numa locução, que eu iria vê-la no sábado, 13 de Novembro, nos pinheiros. Seria uma aparição especial para beijar os objectos religiosos para que eu pudesse dá-los depois, eu estava ansiosa para este dia chegar, para que eu pudesse ver de novo a Santíssima Virgem e o Menino Jesus, que tem implantado na minha vida as sementes da felicidade de Deus.

Estava chovendo, mas isso não importa para mim.  Fui até os Pinheiros, carregando comigo muitos terços que as pessoas me têm dado, para distribuí-los… Quando eu estava indo para cima, e falando comigo própria, sentia-me culpada pelo meus defeitos, desejando não cair novamente, pois estava muito preocupada de comparecer perante a Mãe de Deus, sem me ter visto livre deles.

Quando cheguei aos Pinheiros, comecei a tirar os rosários para fora, e ouvi uma voz doce, a da Virgem, que sempre se distingue do meio das outras, chamando-me pelo meu nome.  Respondi-lhe:

- “O que é?”  

Naquele momento eu vi-A com o Menino nos braços. Ela estava vestida como sempre, sorrindo. 

Eu disse-Lhe:

- “Eu vim trazer-Lhe os rosários, para que possa beijá-los." 

Ela disse-me:

- “Posso ver." 

Eu tinha estado a mascar pastilha elástica, mas como estava a vê-La, não mastigava. Eu coloquei a pastilha num dente.  Ela deve ter notado, e por isso disse:

- “Conchita, porque não te livras da pastilha elástica e ofereces como um sacrifício para a glória de Meu Filho?  

Eu, um pouco envergonhada de mim mesma, tomei-a e joguei-a no chão. Ela disse depois:

- "Lembras-te do que Eu disse no dia do teu santo? - Que tu irias sofrer muito na Terra... Agora, eu repito-te. Tem confiança em Nós. 

Então acrescentei:

- "Como sou indigna, ó Mãe nossa, de tantas graças recebidas através de Vós, e agora Vós vindes a mim para me ajudar a carregar a pequena cruz que eu tenho."

Ela disse:

- "Conchita, Eu não vim apenas para ti, mas estou vindo para todos os meus filhos, com o desejo de chegá-los para mais perto dos Nossos Corações." 

Ela, então, pediu as coisas que eu tinha levado.

- "Dá-mos para que eu possa beijar tudo o que trouxeste contigo.”

E dei-Lhe tudo. Eu estava trazendo comigo também um pequeno crucifixo que eu lhe dei a beijar. Beijou-o e disse:

- "Coloca-o nas mãos do Menino Jesus”. 

Eu fi-lo e Ele não disse nada. Eu disse:

- “Essa cruz, eu a pretendo levar comigo quando for para o convento”.

Mas Ele não respondeu. Depois de tudo beijar, Ela comentou:

- "O Meu filho, através deste beijo, irá operar maravilhas. Distribui-as aos outros”...

- "Claro que eu vou fazê-lo”.

Depois de tudo isto, Ela pediu que eu Lhe dissesse todas as petições que havia recebido dos outros.

- “Conchita, diz-me, diz-me coisas sobre os meus filhos.  Eu tenho todos eles sob o Meu Manto.  

Eu comentei:

- "Ele é muito pequeno e não há espaço para todos nós." 

Ela sorriu e disse:

- "Tu sabes, Conchita, porque Eu não vim pessoalmente a 18 de Junho para dar-te a mensagem para o mundo?  Porque Me doía dizê-lo pessoalmente, mas tenho que dizê-lo para vosso próprio bem, e se o cumprirdes, para glória de Deus.  Eu te amo muito e desejo a vossa salvação; para reunir todos em torno de Deus Pai, do Filho e do Espírito Santo. Conchita, não vais responder a isto?

Eu disse:

- “Se eu pudesse estar sempre a vê-La, sim, mas de outra forma não posso, porque eu sou muito má..."

- “Tu, faz tudo o que puderes”. Nossa Senhora acrescentou: "E nós te ajudaremos, bem como a minhas filhas Loli, Jacinta e Mari Cruz...»

Ela não ficou muito tempo comigo.  Ela também disse:

- "Esta será a última vez que tu me vais ver aqui, mas Eu sempre estarei com todos os meus filhos." Depois disso, ela acrescentou: "Conchita, porque não vais frequentemente visitar o Meu Filho no Santíssimo Sacramento?  Porque te deixas levar pela preguiça e não vais visitar quem está à tua espera noite e dia”?

Como já escrevi anteriormente, estava uma forte chuvada. Nossa Senhora e o Menino não se molharam.  Eu não sabia que estava chovendo enquanto Os via, mas quando parei de vê-los, eu estava encharcada. Também Lhe disse:

- “Ó como estou feliz quando eu Vos vejo. Por que não me levais conVosco agora”?

Ela respondeu:

- “Lembra-te do que te disse no dia do teu santo.  Quando tu te apresentares diante de Deus, deves mostrar-Lhe as mãos cheias de boas obras feitas por ti para teus irmãos, e para a glória de Deus. Agora, as tuas mãos estão vazias".

Isto é tudo. Passei um momento feliz com a minha Mãe do céu, a minha melhor amiga, e com o Menino Jesus. Eu deixei de Os ver, mas não de os sentir próximos.  Novamente eles semearam na minha alma grande paz, alegria e o desejo de vencer os meus defeitos para que eu consiga amar, com todas as minhas forças, o Coração de Jesus e Maria, que tanto nos amam...

Conchita termina com isto:

A Virgem Maria disse-me antes que Jesus não pretende enviar a punição, a fim de nos entristecer, mas para nos ajudar e nos repreender por não Lhe prestarmos atenção. E o Aviso, será enviado a fim de nos purificar para o Milagre, em que Ele vai nos mostrar o Seu grande Amor, e para que possamos cumprir a Mensagem».

Com esta Aparição de Nossa Senhora, o ciclo de aparições em Garabandal fechou-se. Vai ser definitivamente confirmada numa quinta-feira às 08:30 da noite, quando o Milagre acontecer. Isso marcará o início de uma nova era na história da Salvação da humanidade.

 


Ao longo dos 4 anos das Aparições, sucederam-se milhares de Milagres sempre presenciados por quantos na altura acorriam a Garabandal.

 

()  Os Milagres

 

- Caminhadas em êxtase - em que as 4 videntes, em êxtase, caminhavam para a frente e outras vezes para trás, subindo pela íngreme ladeira pedregosa em direcção aos Pinheiros, a uma velocidade que era difícil mesmo para os homens de as acompanhar.

 

The year of this photograph is uncertain

 

- Quedas estáticas - em que as videntes caíam de costas e ficavam em posições desequilibradas e não se aleijavam.

 

Taken in 1962

 

- Insensibilidade - em que as videntes ficavam insensíveis à dor, quando experimentalmente lhe lançavam areia nos olhos ou as picavam, ou lhes apontavam fortes luzes aos olhos, não tendo reacção.

- Êxtases - em que as videntes fitavam a Virgem Maria, completamente alheias ao que as rodeava e enlevadas por um Amor infinito que a Virgem lhes dava.

 

Taken in 1965  Taken in 1962

 

Taken toward the end of the apparitions in 1963  Taken in 1962

 

- A Hóstia que apareceu milagrosamente na boca da Conchita.

 

Communion

 

- A entrega dos Terços e outros Sacramentais distribuídos aos presentes depois deles terem sido abençoados ou beijados pela Virgem Maria. Os Sacramentais eram apresentados à Virgem, em molhes embaraçados uns com os outros, mas depois, as videntes separavam-nos sem dificuldade alguma e entregavam-nos a cada um dos seus donos, ainda em êxtase, sem nunca se enganarem nem para eles olharem.

 

Taken in 1962 at El Cuadro

 

 

() A noite dos Gritos

 

Nas duas noites que precederam a festa de Corpus Christi, em 1962, as jovens videntes de Garabandal tiveram várias visões; mas as visões destas noites foram diferentes das outras que elas tinham habitualmente. Elas ouviram gritos de terror, enquanto os eventos futuros se cumpriam diante dos seus olhos. Os gritos das meninas eram tão terríveis que chocaram a multidão ali presente, causando intenso medo. Uma testemunha, Manolin Diez, disse que estes gritos não eram normais, especialmente em meninas de 12 ou 13 anos de idade.
A segunda noite foi a pior, quando as videntes viram imagens do Castigo que Deus irá enviar, se o mundo não mudar depois do Aviso e do Milagre.
Este documento apenas vai especificar sobre aquilo que as meninas viram na primeira dessas duas noites, que foram chamadas de "As Noites dos Gritos". Na primeira noite, elas viram o tempo que virá antes do Aviso, um tempo de grande sofrimento para a Igreja e para o mundo. Conchita não estava presente com as outras três nesta primeira noite. Mas ela entrou em êxtase em sua casa e caiu de joelhos com tal força, que começou a sangrar. Ela viu as mesmas coisas que as outras, e algumas das revelações parecem ter sido dadas a ela também. Depois, em outras visões, ela iria aprender mais sobre este assunto em particular.
 
Os seus rostos no momento das visões atestam o trauma sentido por Jacinta, Mari Loli e Mari Cruz, durante a primeira noite dos gritos. Mari Loli parece ter sido a primeira a falar sobre isso em 1967, quando prestou informações a um sacerdote mexicano, Padre Gustavo Morelos. Três anos depois, a mesma informação, de posse de Maria Saraco, foi escrita e confirmada por Mari Loli com a sua própria assinatura. A informação que foi transmitida foi a seguinte:
 
"Apesar de continuar a ver a Virgem (durante a primeira noite dos gritos), nós vimos uma grande multidão de pessoas que estavam a sofrer intensamente e gritavam de terror. A Mãe Santíssima explicou-nos que esta grande tribulação, que não era o Castigo, viria porque teria chegado um tempo em que Igreja parecia estar a ponto de morrer. Ela (a Igreja) iria passar por um terrível sofrimento. Nós perguntámos à Virgem o que é este grande sofrimento, e Ela disse-nos que era o "comunismo".

 

 

 

() Ensinamentos e Segredos sobre o futuro

 

A pedido das videntes, para que o mundo acredite, Nossa Senhora prometeu que havia de mandar um AVISO, fazer um MILAGRE, deixar um SINAL e se a humanidade não se emendar, o Pai mandará um CASTIGO sobre a humanidade.

O primeiro de todos estes Grandes Acontecimentos será pois o AVISO.

Este AVISO de Garabandal será o primeiro grande acontecimento à escala planetária que iniciará um conjunto de outros acontecimentos incríveis e vindos da própria mão de Deus, que marcará o início de um processo irreversível e que antecedem os Novos Céus e a nova Terra, e terão lugar até o Fim do Mundo.

 

 

AVISO de Garabandal

 

Este Aviso de Garabandal será o primeiro grande acontecimento à escala planetária que iniciará um conjunto de outros acontecimentos incríveis e vindos da própria mão de Deus, que marcará o início de um processo irreversível e que antecedem os Novos Céus e a nova Terra, e terão início com o Grande Jubileu do Ano 2000, para ao qual toda a Igreja Católica se está a preparar desde 1997.

Há aqui um grande paralelismo com a primeira Aparição da Virgem Maria em Fátima. Ela vem do Céu, fica suspensa no ar, e depois de abrir "…as mãos, comunicando-nos", é a Irmã Lúcia quem escreve, "uma luz muito intensa, como que reflexo que delas expedia, que nos penetrava no peito e no mais íntimo da alma, fazendo-nos ver a nós mesmos em Deus, que era essa luz, mais claramente do que nos vemos no melhor dos espelhos".

O homem nunca pecou tanto como peca hoje em dia, só que não tem consciência do seu pecado. Quando tomar consciência desse pecado, ficará horrorizado.

A Aparição da Virgem Maria em Fátima, pode muito bem ser o prenúncio do que se vai passar no AVISO de Garabandal, só que em vez de ser vivido pelos videntes, sê-lo-á por toda a humanidade em simultâneo. Isto será uma purificação, para preparar toda a humanidade para o Grande MILAGRE de Garabandal.

Este AVISO será antecedido também por um fenómeno físico, e poderá de alguma maneira estar relacionado com o dia de Santa Gertrudes, 16 de Novembro.

- Será num ano já definido, que Mari Loli sabe, mas não pode dizer.

- É um fruto dos nossos pecados.

- Será um fenómeno que existe no dicionário espanhol e começa pela letra “A”.

- A ciência não poderá explicá-lo.

- Primeiro ver-se-á no ar, em todo o mundo; e, imediatamente se transmitirá ao interior das nossas almas.

- Durará um tempo muito breve, e o mundo como que parará.

- Os não cristãos acreditarão que é um Aviso de Deus.

- Este aviso é tremendo, tanto para os bons como para os maus. Para aproximar os bons mais de Deus e para advertência e emenda dos demais. Será uma purificação a preparar-nos para o Milagre. É também uma espécie de catástrofe.

- Far-nos-á conscientes de todo o mal que temos feito.

- Poderão morrer pessoas pela emoção vivida ao ver e sentir o Aviso.

- Durará muito pouco tempo e os católicos irão suportá-lo com mais resignação.

- Será como a revelação interior e feita a cada um de nós dos nossos pecados. Ve-lo-ão e senti-lo-ão tanto os crentes como os não crentes e as pessoas de qualquer país ou religião.

- Será visível pelo mundo inteiro, qualquer que seja o lugar onde se esteja.

- Será mil vezes pior que terramotos. Será como fogo. Não queimará a nossa carne, mas senti-lo-emos corporal e interiormente. Ninguém escapará. Seria preferível morrer a suportar por cinco minutos que fosse, o que nos espera. Seria melhor estarmos na Igreja perto do Santíssimo.

 

 

MILAGRE de Garabandal

 

A partir do AVISO e dentro do prazo de 1 ano, em qualquer data que não exceda esse período, dar-se-á o MILAGRE.

Também aqui este MILAGRE foi pedido pelas videntes para que todo o mundo acreditasse, tal como em Fátima com o milagre do Sol, só que desta vez, não se circunscreverá ao local das Aparições, mas sim a toda a Terra. Mais um paralelismo com Fátima, pois.

- Será o maior Milagre que Jesus Cristo terá realizado no mundo.

- Será nos meses de Março, Abril ou Maio, dos dias 8 a 16, numa quinta feira às 20:30, no dia de um mártir da Eucaristia, que não é espanhol e tem um nome estranho.

- Será no mesmo dia de um acontecimento raro, importante e feliz para a Igreja e a Cristandade.

- A Conchita conhece a data e irá anunciá-lo ao mundo com 8 dias de antecedência.

- Acontecerá dentro do período de um ano após o Aviso.

- Todos terão a certeza de que vem de Deus e será imensamente grande.

- Todos os doentes presentes em Garabandal curar-se-ão e os pecadores que lá estejam converter-se-ão.

- O Padre Luís Andreu e o Padre Pio viram o Milagre de Garabandal antes de morrerem.

- O Padre Luís Andreu, morreu no próprio dia em que viu o Milagre, e as últimas palavras que proferiu, foram: «Este é o dia mais feliz da minha vida! Que grande Mãe nós temos, no Céu! As aparições são verdadeiras!»

- O Milagre sucederá a muitas falsas aparições e quando quase se tiver deixado de acreditar em Garabandal. As falsas aparições já começaram a partir de 1962.

 

 

 

SINAL de Garabandal

 

Um milagre de Jesus Cristo sempre deixa uma marca indelével onde ou em quem é operado.

- Permanecerá para sempre um sinal nos Pinheiros de Garabandal, semelhante a uma coluna de fumo, que poderá ser visto e fotografado, televisionado, mas não apalpado.

 

 

 

CASTIGO de Garabandal

 

Todos os castigos profetizados na história sempre foram condicionais, sendo em última instância dependentes da atitude dos homens.

Aqueles que se converterem serão poupados.

- Só virá o Castigo, condicionado ao facto da humanidade cumprir ou não o que a Santíssima Virgem pede.

- Se o mundo se converter o Castigo pode evitar-se.

- Não se sabe quanto tempo mediará entre o Milagre e o Castigo.

- A Conchita sabe de que se trata o Castigo, mas não pode dizer. Será pior do que estar envolto em chamas por cima e por baixo.

 

 

O Padre Laffineur, dominicano, encarregue por Nossa Senhora de difundir  as Mensagens de Garabandal, disse:

 

«Advertir o universo a tempo, é amá-lo mais que a nós mesmos. Ajudá-lo a compreender o que nos espera, é prepará-lo fraternalmente para mudar de vida e encontrar no Aviso o caminho da salvação. A partir de hoje, o nosso dever é tão evidente como urgente:

 

- Há que mudarmos de vida e anunciar sem cessar, o AVISO DE GARABANDAL!...»

 

 

Pedidos da Virgem Maria

- Aumentar a Oração e Penitência.

- Fazer Visitas a Jesus no Santíssimo Sacramento.

- Temos de ser muito bons. Temos de nos emendar na nossa vida.

 

Milagres de Garabandal

 ()  Os Milagres Documentados

- Milagre da Hóstia na Comunhão.

- Milagres das distribuições dos Terços e sacramentais beijados pela Virgem Maria.

- Milagres das caminhadas em êxtase e de costas.

- Quedas estáticas

 

- Morte do Padre Luís Andreu.

- Muitas Conversões ao longo dos anos.

 

 

As 8 Grandes Aparições de Nossa Senhora

Aparição

Guadalupe

Aparição

Rue du Bac

Aparição

La Salette

4ª Aparição

Lourdes

5ª Aparição

Fátima

Aparição

Garabandal

Aparição

Zeitoun

Aparição

Medjugorje

Guadalupe

Rue du Bac

La Salette

Lourdes

Fatima

Garabandal

Zeitoun

Medjugorje

 

http://www.amen-etm.org/MensagemdaVirgemMariaemGarabandal.htm

 

http://www.amen-etm.org/ExercitoTerrestredeMaria_ficheiros/image007.jpg