A Maçonaria controla o

Santuário de Fátima

e quer destruí-lo!

 

 

 

 Diabo e igreja

Pique na Imagem para download do PDF

 

Olho de Deus http://www.amen-etm.org/ExercitoTerrestredeMaria_ficheiros/image007.jpg

Aderir ao Google Group da Amen-ETM e ao Canal YouTube de João Bianchi .  

 

BÊNÇÃO ESPECIAL  

 

Editorial do dia 8 de Março de 2015  

 

 

 

Ela…! do dia 16 de Julho de 2020 - A Maçonaria controla o Santuário de Fátima e quer demoli-lo!

 A Maçonaria controla o Santuário de Fátima e quer destruí-lo!

Eh lá…! Andamos todos distraídos, enquanto a Maçonaria anda a destruir, pedra a pedra, o Santuário de Fátima!

Já de longa data, que um dos alvos preferenciais da Maçonaria em Portugal, é o Santuário de Fátima! Mas nos últimos anos, com a nova Reitoria assumida pelo Pe. Carlos Cabecinhas, as acções de destruição do Santuário, e da Fé dos Devotos de Nossa Senhora do Rosário de Fátima, têm se tornado escandalosas!

Nossa Senhora nos havia advertido, através do Padre Gobbi, quando interpretava o Apocalipse:

407 Padre Gobbi 13 de Junho de 1989 

A besta semelhante a um cordeiro

A besta negra, semelhante a uma pantera, indica a maçonaria; a besta com dois chifres, semelhante a um cordeiro, indica a maçonaria infiltrada no interior da Igreja, isto é, a maçonaria eclesiástica, que se difundiu, sobretudo, entre os membros da hierarquia.

Esta infiltração maçónica, no interior da Igreja, já vos foi predita por mim em Fátima (333 Padre Gobbi 6 de Setembro de 1986), quando vos anunciei que satanás se introduziria até o vértice da Igreja.

Se o objectivo da maçonaria é de conduzir as almas à perdição, levando-as ao culto de falsas divindades, o objectivo da maçonaria eclesiástica é, por outro lado, de destruir Cristo e a sua Igreja, construindo um novo ídolo, isto é, um falso Cristo e uma falsa Igreja.

Mesmo lançando um olhar distraído sobre o Santuário de Fátima, podemos ver claramente o ataque maçónico, que tem sido perfeitamente demolidor, na área da Arte Sacra introduzida nos últimos anos. Aliás, a bem da verdade, já nem Sacra se lhe pode chamar, mas sim, Arte Sacrílega, pois profana e viola o que, pela sua natureza, é Sagrado!

Tudo começou com a construção daquela monstruosidade no topo do Recinto e com a “arte escultural” que lá meteram, fora e dentro do edifício. Cá fora, meteram aquela cruz gigante, que nem é uma cruz nem um crucifixo, pois para Cruz, tem a mais aquele símbolo estilizado de um crucificado, e para Crucifixo, falta-lhe Jesus, que não pode ser aquele pedaço de aço retorcido, pois para o poder ser, falta-lhe a Coroa de Espinhos e a Placa com as letras INRI.

cruz alta do santuario de Fatima   Parte superior da cruz alta do santuario de Fatima

Depois também temos a representação dos mistérios do Rosário, dos lados da Porta principal, mas que são umas representações enigmáticas feitas por algum inimigo da Igreja, que exigem um enorme esforço de imaginação para conseguir decifrar o que pretendem representar. Toda a Arte Sacra deve ser figurativa e realista, e nunca, modernista, naif e com mamarrachos, feitos por um qualquer amigalhaço da Loja, sem qualquer dom artístico, e com o principal objectivo de denegrir os santos representados.

Misterios

Depois lá dentro, encontramos os maiores crimes artísticos que se consegue imaginar, uma vez mais, com o intuito de blasfemar, através da linguagem escultórica e pictórica, os Santos representados. Tudo isto obedece a um plano bem gizado de atacar o que é Santo e Sagrado para os Católicos. É a forma que os artistas ateus e inimigos da Igreja Católica têm de blasfemar.

O que era suposto ser um Crucifixo gigante pendurado do tecto, não passa de um mamarracho, a mais infame e sacrílega imagem representativa de Jesus alguma vez vista na história da Igreja, com braços  fininhos, pés que parecem umas barbatanas, umas trombas assustadoras e sem placa de INRI. Logo não pode ser uma representação de Jesus Cristo. A conclusão que se tira, é que a zona do Altar está sem Crucifixo, e no seu lugar meteram um insulto a Nosso Senhor.

Crucifixo da igreja da santissima trindade   masmarracho 2

Assim se gastaram muitas dezenas de milhões de euros numa obra faraónica, de que ninguém gosta e todos criticam, que desvirtuou o Santuário e contrariou o espírito de oração, a diversos níveis, do que tinha sido o Santuário durante décadas. Quem ganhou com aquele horror? Um arquitecto que nem Católico é, os construtores maçónicos amigalhaços e os artistas ateus que empestaram o ambiente com as suas obras sacrílegas. O culpado desta obscenidade foi o antigo reitor horizontalista Luciferiano Guerra.

Mas o mais grave ainda estava para vir com a nomeação do novo Reitor, que tem desenvolvido uma incansável missão de substituir a Arte Sacra existente, por uma “Arte Sacrílega”, em todos os locais de culto do Santuário que foram “renovados”.

Vejamos só alguns exemplos:

Na Basílica de Nossa Senhora do Rosário de Fátima

1) Substituíram o antigo e belo Altar, ornamentado com um baixo relevo da Última Ceia, por um paralelepípedo defeituoso com cor de fezes. O bloco de pedra tem um grande defeito transversal, lembrando as zonas cavernosas do Inferno. Não foi por acaso a escolha da cor, pois o pretendido é ofender a Fé Católica.

Veja-se a diferença de beleza entre os 2 Altares… o antigo, belíssimo com a Última Ceia, com os seus 4 candelabros, e o novo, um verdadeiro monco, com os 3 candelabros maçónicos.

image027.    Altar novo da bassilica de Fatima

Antigo e belo Altar com a Última Ceia e com 4 Candelabros                                              Novo altar defeituoso com cor de fezes com os 3 candelabros maçónicos

 

Altar Maçonico

Altar Maçónico com os 3 candelabros, de uma Loja da Maçonaria

Repare-se nas cores… mesmo tom…

2) Dos lados do novo altar meteram 3 castiçais do mesmo material do altar. Esta modalidade é precisamente a usada nos altares maçónicos onde são realizadas as missas negras. Além disso infringe as normas estabelecidas no Ritual Romano Nº 85 aprovado pela Conferência Episcopal Portuguesa, que exige 4 ou 6 candelabros..

3) Substituíram o antigo Crucifixo por uma aberração, com uma altura descomunal e despropositada, em que tem pregado um homemzinho desnudo e efeminado, sem o lenço à volta da cintura, sem coroa de espinhos e sem a placa de INRI por cima da cabeça. Fizeram-lhe os espinhos a saírem da cabeça, tentando simbolizar a mente espinhosa do crucificado. Também os pés estão pregados lado a lado, quando toda a gente sabe que foram pregados sobrepostos, porque faltou um prego, pois foi utilizado para pregar a tabuleta ordenada por Pilatos. Logo, não representa Jesus Cristo. Ora esta aberração, e insulto sacrílego, não é um Crucifixo, o qual deve representar Jesus Cristo Crucificado. A conclusão que se tira é que o Presbitério ou zona do Altar está sem Crucifixo e no seu lugar meteram um insulto a Nosso Senhor.

Novo crucifixo da basilica de fatima                       Cabeca do novo cristo

Crucificado sem lenço na cintura, sem pés sobrepostos e sem Placa de INRI                Crucificado não tem coroa de espinhos. Os espinhos saem da cabeça

4) Para a celebração das Santas Missas não é colocado um Crucifixo em cima do Altar, virado para o Sacerdote, como recomendado pelo Papa Bento XVI em Janeiro de 2011. Ler Documento do Vaticano sobre o Crucifixo no Altar.

 

No Presbitério, ou zona do Altar, do Recinto

5) Na parede de fundo, foi colocada uma imagem de um aborto desengonçado, desnudado que não está pregado na cruz. Esta figura não pode representar Jesus Cristo, pois para além de apresentar claras deformidades físicas, não se elevou aos Céus ao pé da Cruz e muito menos sem roupa e muito menos numa atitude amaricada e de pézinhos cruzados.Tudo foi feito sub-repticiamente para insultar Jesus. Também não pode representar um crucificado, pois não está pregado à cruz. Logo, deixou de haver um Crucifixo na zona do Altar-Mor do Recinto, e no seu lugar foi colocado mais um insulto a Nosso Senhor.

Certamente que questionado o artista sobre as razões que o levaram a conceber tamanha estupidez, ele dirá que foi para simbolizar que Jesus já ressuscitou e, portanto, já não está pregado na cruz. Só que estes pensamentos simbólicos e abstrôncicos não têm, nem podem ter, lugar na Doutrina da Igreja nem na Arte Sacra.

Na Arte Sacra não pode haver a introdução de simbolismos falsos, inventados por gente ateia e sem Fé, e muito menos representações sacrílegas de factos nunca ocorridos. Não correspondendo à Verdade, a sua proveniência fica logo definida como vindo directamente do inferno, do diabo, o pai da mentira.

Se os artistas pecam por semelhantes monstruosidades, muito mais pecam os responsáveis que as encomendam, aceitam, pagam e as expõem!

Se os responsáveis forem questionados pela escolha dos artistas e dos seus mamarrachos, certamente dirão que têm de respeitar as opções dos artistas plásticos e as decisões de júris nomeados para esse fim. Mas para o respeito que devem à Tradição da Igreja, ao povo de Deus e ao próprio Deus, ao bom gosto, à beleza artística das obras e à multidão de artistas geniais que podiam ter contribuído, com o seu dom, para embelezar e enaltecer o Santuário, estão-se nas tintas. Que coisa mais feia e mais triste. É que esta gentinha já age sem qualquer tipo de pudor, pois sabem que têm as costas quentes… É a Maçonaria Eclesiástica na sua mais desavergonhada versão. E a culpa não se fica só pelo Reitor, porque alguém acima dele, e que o conhecia bem, o nomeou para Reitor!

Pensando agora nos meios técnicos, aliados à produção artística, que hoje em dia temos disponíveis, imagine-se a beleza que podiam ter as esculturas usadas na Arte Sacra. Estou por exemplo a pensar no museu de cera Madame Tussauds em Londres. Em vez disso, em Fátima, as novas esculturas são todas só mamarrachos! Que tristeza!

Esta gente até já reza o Pai-Nosso sem o Amen no fim, que segundo o Catecismo da Igreja Católica nos seus números 2856 e 2865 diz ser a parte mais importante da Oração ensinada por Jesus, pois reafirma todas as 7 petições feitas anteriormente! Esquecem-se propositadamente de que só na Missa, o Amen, vem mais à frente na oração.

Também instituíram obrigatória a Comunhão Sacrílega na mão, que viola frontalmente um direito dos fiéis consagrado pela Igreja. Veja-se o vídeo desta monstruosidade. Isto com a cobertura de Dom António Marto que defendeu publicamente a comunhão sacrílega na mão, numa entrevista a um podcast da Companhia de Jesus e divulgada no Observador.

Cristo  saindo da cruz no recinto de fatima redimensionado

O mamarracho voador que substituiu Jesus

6) Igualmente o Altar do Recinto é numa pedra negra, cor altamente desaconselhada para a Celebração Eucarística.

Além destas aberrações acima descritas, existe toda uma multitude de Erros, para os quais apontei a solução, no Livro Branco do Santuário, publicado em 2017 na AMEN e entregue particularmente ao Dom António Marto no dia 1 de Janeiro de 2009.

Este Reitor Pe. Carlos Cabecinhas tem sido a carantonha visível da maçonaria eclesiástica que tem levado a cabo estas atrocidades destruidoras no Santuário de Fátima. Este novo Reitor é um burocrata sinistro, cujo fácies não engana, sem qualquer tipo de espiritualidade Mariana. Quando diz coisas aparentemente correctas, tem esgares faciais que o traem. Todos os funcionários o detestam e ninguém diz bem dele. À boca pequena, até usam a abreviatura dos seus nomes, que nem me atrevo aqui a referir. Há uma excepção, que é o seu “menino querido” Marcos Duarte, que foi substituir o saudoso Padre Cristino, no Centro de Documentação, e que também é o actual palhaço-mor das cantorias, nas peregrinações aniversárias. Quem ainda não se indignou de o ver, a esbracejar, junto ao Altar, a fingir que oriente o povo a cantar… Que tristeza. Com palhaçadas deste calibre, destroem toda a beleza e sobriedade que deve ter a Liturgia Católica.

Carlos Cabecinhas

O novo Reitor Pe. Carlos Cabecinhas

Para além destas comprovadas atrocidades sacrílegas perpetradas no Santuário de Fátima, por ordem e responsabilidade do seu Reitor, Pe. Carlos Cabecinhas, temos de concordar com a sua falta de devoção Mariana, pois só pensa em levar a cabo a sua agenda, e pouco se importa com a Virgem Maria.

Se o Reitor amasse Nossa Senhora de verdade, devia ser, o que não é!  

a) Não é um defensor nem divulgador de todas as Aparições e Mensagens de Nossa Senhora, das já Aprovadas pela Igreja Católica e das que ainda estão a decorrer, nomeadamente, Medjugorje.

b) Não é um defensor nem divulgador das Aparições de La Salette, já Aprovadas pela Igreja Católica.

c) Não é um defensor nem divulgador das Aparições de Lourdes, já Aprovadas pela Igreja Católica.

d) Não é um defensor das Aparições de Nossa Senhora em Garabandal, como o foram o Papa Paulo VI, o Santo Padre Pio e a Madre Teresa de Calcutá. O próprio Bispo de Leiria Fátima, Dom João Pereira Venâncio, foi um grande defensor e divulgador das Aparições de Garabandal. Até foi aos Estados Unidos baptizar uma das filhas da Conchita.

e) Não é um defensor do Movimento Sacerdotal Mariano e Divulgador das Mensagens de Nossa Senhora ao Padre Gobbi, ao qual devia pertencer e defender.

f) Não é um defensor nem divulgador das Aparições de Medjugorje, como o são todos os Católicos conscientes do momento histórico que a Cristandade vive e atravessa.

g) No fundo, só pensa no seu umbigo, com medo que lhe roubem devotos e perca clientela! Está-se nas tintas para o que Nossa Senhora tem feito e anda a fazer pela Conversão dos Seus filhos em todo o mundo. Como fachada, gosta é de promover eventos culturais, organizados pelo seu protegido Marcos Duarte e companhia.

h) Quanto à divulgação das Mensagens de Nossa Senhora, Oração, Jejum e Penitência, está quieto! Isso é para os Católicos…!

i) Por tudo isto ser verdade, só há um comentário que me brota do coração: “Que tristeza revoltante.

Concluindo

Todos os Santuários Marianos deviam ser porta-vozes da Rainha Mãe, não só das Mensagens que deixou naquele local, mas de todos os locais onde Apareceu e deixou Mensagens, pois a Santíssima Virgem é a mesma. A Sua Mensagem deve ser divulgada na totalidade, e não só tendo em vista a facturação local. Esta mesquinhez tem um nome: “Proselitismo interesseiro”, no mau sentido do termo! Nada tem a ver com o Altruísmo e Amor Cristãos.

Bem falando e não faltando à Verdade, só se pode concluir que a actual Reitoria é a ponta de lança da Maçonaria Eclesiástica, cujos objectivos são o de destruir a Fé do povo de Deus e demolir a Igreja Católica! E os membros da Conferência Episcopal também assistem a estas monstruosidades e nada fazem…!

Temos de Rezar muito para que sejam substituídas todas as obras e imagens sacrílegas introduzidas no Santuário de Fátima e que o Reitor Pe. Carlos Cabecinhas, o Vice-Reitor Vítor Coutinho e o seu chefe, o cardeal Dom António Marto, sejam afastados de todas as suas funções relacionadas com o Santuário de Fátima, pois a sua orientação tem sido desastrosa. Note-se que Vítor Coutinho é o chefe de gabinete do Dom António Marto... e segundo fontes bem  informadas, parece também mandar no Santuário e aterrorizar toda a gente…

O Vaticano, o Prefeito da Congregação para o Culto Divino e o Papa Francisco deviam tomar conhecimento destes autênticos sacrilégios cometidos em Fátima. Não podemos ser complacentes com o diabo! Temos de chamar as coisas pelo seu próprio nome e pegar o touro pelos cornos. Temos de fazer como São Paulo nos aconselhou e correr com os inimigos da Igreja de dentro do Santuário para fora:

1 Coríntios 5,12-13

12 Pois, que me importa julgar os que estão de fora? Não julgais vós os que estão de dentro? 13 Mas Deus julga os que estão de fora. Tirai o iníquo do meio de vós.

São, estes três, um triunvirato maligno, os responsáveis e culpados por todo o mal que se tem abatido de mau e de feio sobre Fátima, e que agora já começou a ser duramente castigada pela sua impiedade, falta de Devoção e de Fé, tal como os vendilhões do templo o foram, quando foram corridos por Jesus à chicotada, com um azorrague de cordas, e que ao mesmo tempo lhes derrubou as bancadas onde faziam comércio.

Este tipo de gente, que está a soldo da Maçonaria, não faz falta em Fátima. Antes pelo contrário, só lhe faz mal!

Causa indignação na alma mais pura. Não podemos ficar indiferentes e deixar que estas profanações continuem impunes!

Vinde Senhor Jesus, e correi de novo com estes vendilhões, que conspurcam a Vossa Casa!

João Bianchi

    sD

http://www.amen-etm.org/MaconariaAtacaFatima.htm

http://www.amen-etm.org/ExercitoTerrestredeMaria_ficheiros/image007.jpg